Cuidados para não mimar demais o cachorro

Ter um bichinho de estimação é muito agradável e pode proporcionar gloriosos momentos de diversão e descontração entre família. Conhecido por longa data como…

Ter um bichinho de estimação é muito agradável e pode proporcionar gloriosos momentos de diversão e descontração entre família.

Eduque seu melhor amigo

Conhecido por longa data como o melhor amigo do homem, os cães sempre apreciam estar em boa companhia, de modo que oferecem muito carinho e atenção àqueles que o rodeia. Por isso, devido ele ser um animal caloroso e muito simpático, alguns donos caem no grande equívoco de o tratarem como humano e isso afeta seriamente a sua saúde física e psicológica.

Deste modo, visando melhorar sua relação com seu melhor amigo, elaboramos esta matéria com os cuidados especiais para não mimar demais o cachorro. Veja como, a fim de manter sua saúde e bem-estar em dia:

Impondo regras

Primeiramente é necessário ditar as regras, mostrando-se no controle da situação. Muitas pessoas deixam o cão fazer suas necessidades onde quiser, como também não os educam de modo a terem que chantageá-los com petiscos a todo instante.

Além do mais, ainda existem animais que não gostam de crianças ou de alguma pessoa em questão, pelo fato do dono ter de dividir a atenção que anteriormente pertencia somente a eles. Portanto para não mimar demais o cachorro, seja detentor das ordens e eduque seu melhor amigo, evitando assim transtornos posteriores.

Educação

A educação, tanto para os humanos como para os animais, é imprescindível para manter uma vida equilibrada e harmoniosa. Os bichinhos que são tratados como humanos, utilizam-se de seu aguçado instinto para denominar que o dono também é de sua mesma espécie e, não obstante, alguns chegam até a avançar em seu próprio criador ou em pessoas próximas da família, querendo manter a autonomia do lar.

Invista na educação de seu cãozinho

Esta disfunção psicológica no animal é evitada quando concedemos a ele amor e muita educação. Portanto, siga as dicas a seguir:

Leia Também:  Dicas para manter um cabelo saudável

1) Informe-se sobre a espécie do animal, focando sua atenção às tendências comportamentais da mesma;

2) Feito, inicie com os preceitos básicos da educação, como ensinar a sentar, esperar para comer, etc., trabalhando sobre as limitações de cada raça existente. Aplique os exercícios necessários orientados por um criador especializado (pode ser através de livros, revistas, artigos ou outros meios disponíveis);

3) Não desista de suas tentativas e muito menos do pobre animal – lembre-se que ele jamais o faria com você.

Evite

Mesmo com uma educação refinada, alguns cães são ainda exigentes e choramingam por algo que querem muito. Portanto, para não mimar demais o cachorro, esteja a par de seus interesses, concedendo o que é desejado (seja um passeio, um petisco, etc.) na hora em que você determinar.

Tenha uma vida regrada e momentos especiais destinados ao animal

Para isto, torna-se extremamente importante que o próprio dono tenha uma vida regrada: se você não consegue se regrar, estabelecendo uma rotina, jamais conseguirá orientar uma pessoa ou um animal.

Por fim, ame muito seu bichinho, sabendo que estas medidas contribuem para com o seu bem-estar e uma vida saudável.

Top