Cuidados com a alimentação durante a gravidez Cuidados com a alimentação durante a gravidez

Cuidados com a alimentação durante a gravidez

Ter uma boa alimentação durante a gravidez é muito importante, pois existem nutrientes necessários para a formação do bebê. Entretanto, é importante não exagerar.…

Por Editorial MDT em 07/04/2012

É importante ter uma boa alimentação durante a gravidez.

Ter uma boa alimentação durante a gravidez é muito importante, pois existem nutrientes necessários para a formação do bebê. Entretanto, é importante não exagerar. O ideal é uma alimentação de alta qualidade mas não de alta quantidade. O excesso de peso também pode ser prejudicial ao desenvolvimento do bebê e ainda colocar em risco a vida da mãe.

Alimentos que devem ser consumidos durante a gestação

  • Cálcio: esse nutriente é responsável pela formação e manutenção dos dentes e ossos, ajuda no regulamento dos batimentos cardíacos e na contração muscular. Pode ser encontrado em:

Leite e derivados;

  • Proteínas: ajudam no desenvolvimento placentário, do feto e também na cicatrização. Podem ser encontradas em:

Leite e derivados

Ovos

Carnes magras

Legumes.

  • Ferro: a falta desse elemento pode provocar anemia. Pode ser encontrado em alimentos como:

Carnes magras

Fígado

Lentilha

– Feijões

– Ovos

– Verduras.

Frutas e verduras devem ser consumidas durante a gestação.

  • Vitamina C: Para ajudar na absorção de ferro é indicado consumir alimentos com vitamina C, como:

– Frutas cítricas

– Tomate

– Couve-flor.

  • Ácido fólico: a função desse nutriente é reduzir o risco de malformações que acometem o sistema nervoso central do feto. Pode ser encontrado em alimentos como:

Vegetais de folhas verdes escuras

– Gema de ovos

– Farinhas integrais

– Leite e derivados

– Leguminosas.

O que deve ser evitado na gravidez

  • Peixes crus: pode conter parasitas que causam danos cerebrais e cegueira ao feto;
  • Ovos crus ou mal cozidos: podem estar contaminados com salmonela. Essa bactéria causa diarreia, vômitos e pode induzir um parto prematuro;
  • Café: a presença da cafeína pode causar retardo no desenvolvimento fetal;
  • Leite não pasteurizado e queijos pastosos: possuem maior chance de contaminação pela bactéria Listeria, causadora de aborto, parto prematuro e até morte do recém nascido;
  • Álcool: o álcool dificulta a oxigenação e o envio de nutrientes para o bebê. Este líquido passa pela placenta e pode causar retardo mental. 

Beba bastante água.

A futura mamãe deve ter uma alimentação saudável durante toda a gestação. O ideal é procurar ajuda de um nutricionista para melhor acompanhamento. Desse modo, podem ser evitados problemas futuros com a saúde do bebê e da mãe.

Top