Cuidados ao postar fotos das crianças nas redes sociais

Quem não gosta de postar fotos dos filhos e sobrinhos em seus perfis nas redes sociais, para mostrar à sua lista de contatos a…

Por Andre em 05/12/2012

Quem não gosta de postar fotos dos filhos e sobrinhos em seus perfis nas redes sociais, para mostrar à sua lista de contatos a beleza e a graça dos pequenos? Essa atitude é algo bastante natural e compreensível, principalmente pelo fato da internet aproximar as pessoas, permitindo que um parente que more longe, por exemplo, possa acompanhar o crescimento do seu filho.

Postar fotos das crianças nas redes sociais pode ser mais perigoso do que parece (Foto: Divulgação)

Porém, há outro lado que precisa ser levado em conta. Quando as imagens são postadas na web, não só os seus amigos e familiares poderão ver as fotos e vídeos, mas também qualquer pessoa que esteja navegando pela rede social.

É muito comum criar álbuns virtuais para as crianças, contendo imagens que mostrem a gravidez da mãe, o nascimento, os primeiros passos, os primeiros dias de escola, as festas de família e outros detalhes, levando a uma verdadeira superexposição, não só da criança como de toda a família.

Dessa forma, os criminosos virtuais podem não só roubar as imagens e colocá-las em sites de pedofilia, como também obterem diversos detalhes a respeito da rotina da família, aumentando os riscos de sequestros e assaltos.

Saiba mais: Dicas de segurança em redes sociais

Dicas para postar fotos de crianças nas redes sociais

Ao criar um álbum virtual, não deixe de ativar o filtro de permissões, para controlar o acesso a eles (Foto: Divulgação)

Praticamente todas as redes sociais permitem que o usuário configure a permissão de visualização de seus álbuns de fotos, ou seja, você pode escolher quem verá as imagens. Ao postar fotos de crianças, não deixe de ativar esse filtro e libere a visualização apenas para quem você conhece e tem confiança.

Além disso, evite postar imagens que mostram os bens da família, a placa do carro, o nome da sua rua ou do bairro onde mora e o nome ou o uniforme da escola em que as crianças estudam, pois tudo isso facilita a vida dos criminosos virtuais. Evite também exibir o nome completo dos filhos e o seu número de telefone.

Avise às crianças sobre os perigos da internet

Como as crianças já usam a internet com grande facilidade, não deixe de avisar a elas sobre os perigos da web (Foto: Divulgação)

Cada vez mais cedo, as crianças estão tendo acesso à tecnologia e, na maioria das vezes, não têm noção dos perigos que correm ao citar informações pessoais na internet. Por causa disso, converse com os seus filhos e avise a eles sobre todos os perigos e riscos da rede mundial de computadores.

Segundo pesquisa: 70% das crianças e adolescentes estão nas redes sociais

Oriente-os a não passar nenhum dado pessoal deles e nem de outros integrantes da família nas redes sociais e chats; a não comentar se está sozinho em casa; a evitar falar sobre os bens e posses da família; e a não postar fotos que violem as situações descritas no tópico anterior.

Top