Crianças no carro: cuidados

Garantir a segurança das crianças no trânsito é muito importante, e, para a surpresa de muita gente, uma das principais causas de morte que…

Por Editorial MDT em 18/12/2012

Garantir a segurança das crianças no trânsito é muito importante, e, para a surpresa de muita gente, uma das principais causas de morte que envolve essa faixa etária é o acidente de trânsito. Na maioria das vezes alguns cuidados simples, como utilizar adequadamente o cinto de segurança e a cadeirinha infantil recomendada para cada idade, ajudam a evitar acidentes fatais.

Grande parte das mortes e hospitalizações de crianças no trânsito é resultado da imprudência dos pais. (Foto: divulgação)

Só para ter noção da importância desse tipo de cuidados, em 2005 foram registradas mais de 2300 mortes de crianças no Brasil e quase 20 mil hospitalizações, decorrentes da negligência dos pais no trânsito. Fique por dentro do assunto e conheça os cuidados que devem ser tomados com crianças no carro.

Confira algumas dicas para evitar imprudência no trânsito.

Dicas para levar crianças no carro com cuidado

  • A resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que está em vigor desde setembro de 2010, determina que o transporte de crianças com até sete anos e meio de idade deve ser feito por meio de cadeirinhas, que varia de modelos conforme a idade da criança. A partir dessa idade elas já podem utilizar o cinto de segurança do veículo;
  • Bebês com menos de um ano ou que pesam até 13 quilos não devem ficar no colo da mãe, mesmo que no banco traseiro. É obrigatório o uso de cadeirinhas conhecidas como “bebê conforto”, que fica posicionada com a frente voltada para o banco e de costas voltada para frente do veículo;

O bebê conforto é indicado para crianças com menos de 1 ano. (Foto: divulgação)

  • Se a criança tiver entre 1 e 4 anos, ou pesar de 9 a 18 quilos, a cadeira obrigatória é aquela que fica posicionada na vertical, de frente para o veículo;
  • Crianças maiores, entre 4 e 7 anos e meio, ou que pesem entre 18 e 36 quilos, necessitam do uso de um assento de elevação para o banco traseiro, que possibilita o adequado ajuste do cinto de segurança de três pontos. É importante ressaltar que a fita do cinto nunca deve ficar sobre a barriga e nem na altura do pescoço e que esse tipo de assento não pode, em hipótese alguma, ser substituído por almofadas ou travesseiros;
  • Pessoas com até dez anos e com altura mínima de 1,45m devem permanecer no banco traseiro, sem se esquecer de utilizar o cinto de segurança de três pontos;
  • Caso o número de crianças menores de dez anos ultrapasse a capacidade do banco traseiro do veículo, a mais alta pode ocupar o banco dianteiro desde que utilize a cadeirinha de elevação. O mesmo acontece com veículos que possuem apenas o banco da frente;
  • Pais que possuem pick-ups ou qualquer outro tipo de veículo com carroceria, não devem, em nenhum tipo de circunstância, levar as crianças na caçamba;
  • Vale a pena investir na segurança dos pequenos e fazer uso de travas especiais em veículos com quatro portas.

Descubra a forma certa de transportar crianças no carro.

O uso de cadeirinhas especiais é obrigatório. (Foto: divulgação)

As crianças são inocentes e não possuem noção do perigo, por isso é essencial que os pais tomem todos os cuidados necessários para garantir sua segurança.

Top