Cosméticos que podem ser usados durante gravidez

Durante a gestação, muitas mulheres deixam de utilizar seus produtos de beleza acreditando que eles possam fazer mal a saúde do bebê. Como a…

Durante a gestação, muitas mulheres deixam de utilizar seus produtos de beleza acreditando que eles possam fazer mal a saúde do bebê. Como a gravidez é uma fase de transformação, é necessário alguns cuidados especiais. Tendo isso em vista, separamos alguns exemplos de cosméticos que podem ser usados durante a gravidez.

Conheça os produtos de beleza que devem ser evitados na gravidez.

Alguns produtos de beleza devem ser evitados pela gestante. (Foto: divulgação)

Conheça as substâncias proibidas

A gravidez é uma fase de transformações tanto no corpo, quanto na vida de uma mulher. Assim, é importante que exista atenção maior em relação aos produtos de beleza utilizados pela gestante. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) existem três substâncias que devem ser evitadas pelas gestantes. São elas: cânfora, ureia acima de 3% e chumbo. Cada uma delas traz consequências a saúde da mulher e do bebê. Conheça abaixo um pouco mais sobre seus efeitos.

  • Cânfora – é uma substância muito tóxica, podendo causar defeitos ao feto e até mesmo abortos, a depender do grau de intoxicação;
  • Ureia – estudos demonstraram que ela atravessa a barreira placentária (principal proteção ao feto) de modo a prejudicar o crescimento do bebê;
  • Chumbo – ele interfere no metabolismo da futura mamãe, podendo aumentar a pressão arterial resultando em prejuízo aos rins e aos sistemas nervoso e cardiovascular. Além disso, pode causar graves intoxicações quando seu uso é exagerado.

As três substâncias anteriormente citadas fazem parte da composição de muitos cremes para pernas, pés e mãos. Assim, é muito importante que a gestante verifique se alguma delas faz parte de algum cosmético por ela utilizado.

A ureia, a cânfora e o chumbo podem ocasionar sérios problemas ao bebê quando utilizados na gravidez. (Foto: divulgação)

O ácido é um grande vilão

Especialistas no assunto afirmam que a futura mamãe deve evitar o uso de produtos ácidos, como clareadores, antiacne e anti-idade. Isso porque são extremamente nocivos para a mãe e para o bebê. Entre os exemplos, podemos citar:

  • Retinóico – é essencial que ele seja suspenso até três meses antes da mulher engravidar ou assim que ela descobrir estar grávida, uma forma de evitar malformações fetais;
  • Ácidos glicólico e salicílico– apesar de ainda não haver estudos em humanos que garantam a segurança do seu uso, algumas análises demonstraram que eles podem provocar transformações embrionárias em fetos de ratos em qualquer fase da gestação.

    A gestação é uma fase que necessita de cuidados especiais. (Foto: divulgação)

A gestação é uma fase de mudanças e por isso merece cuidados especiais. Entre eles podemos citar a restrição no uso de certas substâncias que compõem os produtos de beleza. Após conhecer quais cosméticos podem ser usados  durante a gravidez, basta avaliar quais fazem parte do seu dia-a-dia e verificar qual o grau de nocividade em relação a gestante e o feto.

Leia Também:  LER: sintomas, como tratar

Saiba mais sobre a coloração de cabelos nas gestantes.

Top