Cosméticos que as grávidas devem evitar

A gravidez é um período da vida da mulher que inspira cuidados, inclusive com relação aos produtos de beleza que são usados. É natural…

Alguns produtos de beleza devem ser evitados pela gestante.

A gravidez é um período da vida da mulher que inspira cuidados, inclusive com relação aos produtos de beleza que são usados. É natural a grávida buscar meios de ficar mais bonita, mas a vaidade precisa ser controlada para não causar prejuízos e interferir no bem estar da gestação.

Os cuidados devem ser tomados diariamente para não acabar usando um cosmético que cause danos ao organismo. A precaução começa justamente com os produtos indicados para gestantes, afinal, eles não podem apresentar qualquer tipo de composto que comprometa a segurança de mãe e filho.

Produtos de beleza: o que pode e o que não pode

É importante ressaltar que as gestantes vivenciam uma etapa da vida de estrema sensibilidade, na qual o corpo está totalmente voltado para o desenvolvimento do bebê. As oscilações hormonais também acabam desencadeando alterações no organismo feminino. Os cosméticos que não costumam interferir no período gestacional são aqueles com poucas fragrâncias, isentos de corantes e sem derivados petroquímicos, como vaselina e óleo mineral. Qualquer toxina que possa causar uma reação no organismo deve ser evitada.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apresentou uma lista com substâncias que não devem ser usadas durante a gravidez, entre elas estão cânfora, ureia acima de 3% e chumbo. Apesar das mulheres não terem o costume de verificar a fórmula de cada produto, estes três compostos perigosos são comuns em cremes para pernas e mãos, hidratantes e tinturas de cabelo.

A cânfora é um elemento extremamente tóxico e,quando a exposição é frequente, pode levar ao aborto. Já a ureia costuma ultrapassar a barreira protetora formada pela placenta e interferir na formação do bebê. O chumbo também é um composto perigoso para a gestante e seu filho, podendo causar problemas nos rins, no sistema nervoso e no coração da futura mamãe. Em contato com o metal, o bebê pode desenvolver retardo mental.

Verifique a composição do produto antes de usá-lo.

Além de evitar as três substâncias mencionadas, a gestante também precisa evitar outros compostos prejudiciais. Confira:

– Não é recomendado usar produtos clareadores, antiacne e anti-idade porque eles são ricos em ácidos que podem causar má formação.

– Os filtros solares com metoxicinamato devem ser evitados porque eles invadem a placenta e podem comprometer o bebê.

– Para não causar irritações na pele, deixe de usar os perfumes e loções que possuem álcool.

– Os cremes clareadores de pele com hidroquinona devem ser banidos, tal como os produtos que combatem oleosidade da pele, gordura localizada e celulite, pois apresentam derivados da vitamina A que fazem mal a saúde da gestante.

– É vetada a realização de tratamentos químicos para os cabelos, como escova progressiva, relaxamento capilar e permanente.

Evite os cosméticos perigosos e seja uma grávida bonita e saudável.

Top