Correção Enem 2012: como consultar

Na última quarta-feira (6), o Ministério da Educação liberou a consulta à correção do Enem 2012. Quem prestou o exame pode acessar o site…

Na última quarta-feira (6), o Ministério da Educação liberou a consulta à correção do Enem 2012. Quem prestou o exame pode acessar o site oficial para conferir a versão digitalizada do texto corregido.

Os estudantes já podem consultar a redação do Enem 2012 corrigida. (Foto:Divulgação)

De acordo com informações do Inep, foram corrigidas 4.113.558 redações no Enem 2012, sendo que 1,82% estavam em branco e outras 1,76% tiraram nota zero. Os candidatos tiveram acesso à nota no dia 28 de dezembro de 2012.

Saiba mais: 72 mil alunos zeraram a redação do Enem

Como consultar correção do Enem 2012?

Para consultar a correção da redação do Enem 2012 é muito simples, basta acessar o site oficial e fazer a consulta individual, mediante ao número de inscrição e a senha cadastrada. Os dados também podem ser gerados através do CPF.

Ao efetuar a consulta online, cada candidato pode ter acesso à versão digitalizada do seu texto e às notas das cinco competências avaliada pelo Enem.

A correção da prova de redação apresenta ainda um gráfico comparativo, no qual o candidato pode visualizar a comparação do seu desempenho individual com o desempenho médio dos brasileiros que prestaram a prova.

A consulta mostra a redação digitalizada, a nota atribuída em cada competência e o gráfico comparativo. (Foto:Divulgação)

Acesse o site do Enem 2012 para ter acesso à redação corrigida.

Correção do Enem: como é feita?

A nota na redação do Enem é determinada através da média das notas atribuídas pelos corretores separadamente. O texto só é corrigido por uma terceira pessoa se houver uma diferença de 200 pontos ou mais na nota final entre esses dois corretores. O terceiro corretor também entra em ação se a discrepância for maior que 80 pontos em cada uma das competências. No caso da diferença persistir, o texto é avaliado por uma banca composta por professores.

Leia Também:  ProUni 2012: inscrições, vagas

Os corretores levam em conta cinco competências para atribuir as notas: domínio da língua portuguesa, compreensão do tema proposto, capacidade de selecionar e organizar ideias, demonstração de conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação e apresentação de solução para a proposta. Cada corretor atribui uma nota de até 200 pontos em cada competência. A somatória final da redação é de 1000 pontos.

Os estudantes não poderão entrar com recursos. (Foto:Divulgação)

O acesso ao espelho da correção da redação tem apenas fins pedagógicos, ou seja, o candidato poderá conhecer os seus erros no texto para não ter as mesmas falhas em uma próxima prova. No entanto, ele não tem a possibilidade de entrar com recurso administrativo para pedir a revisão da sua nota. Uma nova correção do texto só será realizada se o estudante entrar na justiça.

No início deste ano, muitos estudantes recorreram à Justiça para ter acesso à correção do Enem 2012, chegando a ameaçar o cronograma do Sisu. O MEC encarou as reclamações com naturalidade e comunicou em nota que os critérios de correção das redações do Enem foram aperfeiçoados e estão mais rigorosos.

Veja também: Critérios que invalidam a redação Enem 2012

Top