Cores Ideais Para se Usar no Ambiente de Trabalho

Recentes pesquisas de atividades laborais, ergonomia e psicologia apresentaram que a aplicação de algumas cores em ambientes corporativos tornou-se indispensável. Os arquitetos e designers…

Recentes pesquisas de atividades laborais, ergonomia e psicologia apresentaram que a aplicação de algumas cores em ambientes corporativos tornou-se indispensável. Os arquitetos e designers de interiores estão buscando cada vez mais a elaboração de projetos com o estudo das cores. Há que se pensar e investir em ambientes que favoreçam ambientes de trabalho organizados e harmoniosos.

Se utilizadas de forma adequada, as cores podem colaborar para o bom rendimento dos colaboradores e ajudar a manter uma boa saúde e bem estar tanto dos funcionários, clientes e fornecedores. As cores ideais podem alterar o humor, satisfação e motivação que levam a redução de índices de acidentes, além de se bem aplicadas e estudadas, facilitam na limpeza e conservação e diminuem a fadiga visual.

Mas qual é realmente o significado de cada cor?

Amarelo – indica luminosidade e vivacidade. Sugere proximidade, mas não deve ser utilizada em excesso, podendo se tornar cansativa. É indicado para ambientes que pedem a reflexão.

Azul – na cultura ocidental está associada à confiança, fé e pureza. Os tons mais escuros transmitem formalismo e frieza.

Laranja – remete a vitalidade e é estimulante. Também está relacionada ao entusiasmo, força e ação.

Branco – um ambiente decorado todo com esta cor pode remeter a algumas pessoas ao prazer e calma, mas a outros a frieza, tristeza e impessoalidade. Ele também nos remete a uma sensação de limpeza. Representa a luz divina e é uma cor neutra. É indicada para ser utilizada em qualquer ambiente, mas não em demasia pois nos dá a sensação de infinito, vazio e hostilidade. Pode-se quebrar esta cor com quadros e móveis bem coloridos.

Preto e Cinza – são muito utilizadas em pequenos detalhes, principalmente quando queremos dar um “efeito especial”. Na área interna, podem ser utilizadas para fazer contrates, principalmente com o branco. São muito usadas nos tetos com pé direito muito alto, para dar uma sensação de rebaixo. São o oposto da luz e consideradas a escuridão total. São opressivas e depressivas.

Continuar Lendo  Melhores Lojas de Decoração

Rosa – aquece, relaxa e acalma. Está associada a conceitos de delicadeza e feminilidade.

Verde – inspira tranqüilidade. Tons mais claros remetem a uma sensação de bem estar e paz. Já os mais escuros podem favorecer a depressão.

Vermelho – representa o entusiasmo, a ação e o dinamismo. Deve ser utilizado com cuidado, pois, em excesso, desperta a violência e irrita muito, chegando até a ser desestimulante.

Violeta – traz a ideia de proximidade, favorecendo questões ligadas à espiritualidade. Em excesso torna o ambiente desestimulante.

Cores quentes (amarelo, vermelho e laranja)
Em ambientes com elas, o ser humano subestima a passagem do tempo e dão a sensação de fofo e macio. Elas são responsáveis por “aproximar” os objetos.

Cores frias (azul, verde e violeta)
Com elas, o tempo é superestimado e causam a sensação de dureza. Dão a impressão de distanciar-se e “reduzem” as dimensões dos objetos.

As cores escuras criam a sensação de aproximação, enquanto as claras aparentam aumentar a amplitude. Sons altos e fortes fazem com que os olhos fiquem mais sensíveis ao verde do que ao vermelho. Já o vermelho, laranja, amarelo e verde claro são apetentes, diferentes da púrpura, mostarda e tons de cinza que são menos desejáveis.

Mas, as cores não precisam estar somente pintadas nas paredes da empresa. Você pode utilizá-las também na sua mesa ou estação de trabalho em pequenos objetos como porta-retratos, porta-canetas, capa de agendas ou de cadernos, entre outros.

Top