Copa do Brasil terá mudanças a partir da edição de 2013

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, anunciou na tarde desta quinta-feira, uma série de mudanças para a realização da Copa…

Por Redacao em 01/12/2011

Vasco é o atual campeão da Copa do Brasil. (Foto/Divulgação)

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, anunciou na tarde desta quinta-feira, uma série de mudanças para a realização da Copa do Brasil, a partir de 2013. As principais mudanças dizem respeito à participação das equipes classificadas para a disputa da Copa Libertadores do mesmo ano e o tempo de duração da competição.

A partir da edição de 2013, a Copa do Brasil, segundo torneio nacional mais importante do país, passará a ter 86 clubes participantes e não mais 64. Além disso, a realização da competição se estenderá de março até novembro, com a disputa de sete fases.

O torneio terá início com a presença de 80 times. No sistema de mata-mata, as equipes irão se enfrentando até que restem apenas 10.  Nesta fase, os clubes que disputaram a Libertadores, no primeiro semestre, entrarão na competição, deixando o torneio com 16 equipes para a fase de oitavas de final, que segue com a mesma fórmula de disputa (sistema eliminatório) até se definir o campeão.

Geralmente, o Brasil é representado na Copa Libertadores por cinco ou seis equipes. Nos anos em que tiver apenas cinco representantes no torneio continental, o sexto integrante desta fase da Copa do Brasil será o primeiro colocado no ranking nacional de clubes, excluídos os participantes da Libertadores.

Outra novidade é que a Copa do Brasil dará vagas também para a Copa Sul-Americana do ano seguinte. Dos 16 clubes que participarão das oitavas-de-final, oito serão eliminados. Entretanto, segundo a CBF, quatro dessas equipes desclassificadas serão compensadas com uma vaga na Copa Sul-Americana. A colocação final no Campeonato Brasileiro do ano anterior será utilizada como critério para a definição das vagas.

 

Top