Contratar Empregada Mensalista

Você está procurando contratar uma empregada doméstica para ajudar nos afazeres da casa? Se sim, recomendamos que leia esse artigo até o fim, pois…

Você está procurando contratar uma empregada doméstica para ajudar nos afazeres da casa? Se sim, recomendamos que leia esse artigo até o fim, pois daremos dicas muito importantes a respeito dos custos de contratação de uma empregada doméstica, e também quais são os direitos dela ao exercer esse tipo de atitivade.

Antes de mais nada, é importante esclarecer uma coisa. Existem veículos de comunicação que informam que uma empregada doméstica com registro em carteira custa apenas 12% a mais do que uma profissional sem carteira assinada. Essa afirmação não é verdadeira, e iremos mostrar o motivo disso logo a seguir.

Segundo essa linha de raciocínio, uma empregada registrada tem um custo de 12.3% a mais, ou seja, se por acaso a empregada receber uma remuneração de R$ 600 por exemplo, o empregador teria um custo total de somente R$ 673.99, o que não é verdade. O valor real acrescido de uma profissional contratada é de cinco vezes mais que 12.3%. Por causa disso que existem tantas empregadas domésticas na informalidade, ou trabalhando como autônomas, o que chega até mesmo a ser mais lucrativo para as duas partes.

Continuando o mesmo exemplo citado acima, uma remuneração de R$ 600 para uma empregada mensal registrada, terá ainda alguns outros custos para o empregador, que serão os seguintes: R$ 120 de Previdência Social (8% da empregada e 12% do empregador), despesas com vale transporte, que são obrigatórias, caso a empregada do exemplo gaste para ir e voltar para casa todo dia, o valor de R$6.00, multiplicando por 24 dias, o total é de R$ 144.00, descontando apenas 6% do salário da empregada. Logo R$ 36.00 do salário são descontados em vale transporte e os outros R$ 108.00 saem do bolso do empregador. O total já está em R$ 828.00, mas ainda tem mais coisas.

Continuar Lendo  Vagas de Emprego no Franca Shopping 2010

Algum dia, cedo ou tarde, a empregada será demitida, seja por iniciativa dela ou do empregador. Então deve ser feita as contas de 1/12 avos de férias, acrescentando 1/3 e também 1/12 avos do 13º salário, acrescentando mais R$ 116.67. Dessa forma, o empregador vai ter um custo mensal de R$ 944.67, ou seja, 57.44% a mais do que os 12% citados antes. Sem falar nas despesas com alimentação e uniforme, onde tudo vai por conta do empregador e não podem ser descontados da remuneração.

Mas mesmo assim, contratar uma Diarista ainda é um bom negócio. E a contratação de uma empregada pode ser feita de maneira simples, com uma regularização bem fácil de entender, para que justamente possa se incentivar a regularização dessa profissão. É importante lembrar também que as empregadas domésticas são reguladas por uma lei e pela Constituição da República, e não pela CLT. Dessa forma, entende-se por empregada doméstica, a pessoa que presta serviços em residência ou local de trabalho, de forma contínua e que não tem finalidade lucrativa para aquele que contrata, seja pessoa ou família.

Para contratar uma empregada doméstica, não é necessário um contrato escrito específico, apenas a assinatura da Carteira de Trabalho da pessoa contratada, onde deverá registrar o salário real a ser pago, e que nunca deve ser inferior ao salário mínimo, além da data de admissão e a natureza dos serviços contratados, que sempre serão domésticos. Lembre-se sempre também de pedir referências sobre a pessoa que se oferece a ser empregada, para assim ter mais credibilidade em seu histórico de trabalho.

Top