Contraceptivo Masculino, desenvolvido por Chineses

A China é uma das civilizações mais antiga e populosa do mundo, beneficiando a todos com invenções importantes, como o papel, a imprensa, a…

A China é uma das civilizações mais antiga e populosa do mundo, beneficiando a todos com invenções importantes, como o papel, a imprensa, a bússola e a pólvora.

Os chineses constituem cerca de um quinto da população mundial, esse crescimento desordenado, sem controle e planejamento, causam problemas gigantescos, tanto em relação à moradia, a degradação ao meio ambiente, a exclusão social, dentre outros.

Devido a esse fato, o país implantou um rigoroso controle de natalidade, o qual ficou conhecido como “política do filho único”. Sendo, de responsabilidade do casal os cuidados em relação a esse controle, podendo os mesmos, serem submetidos a perdas de programas sociais ou até mesmo ao pagamento de multas.

O país também busca informar, por meio de comunicação e dispondo de métodos de prevenção com camisinha e anticoncepcionais.

Visando melhorar essa situação, os cientistas chineses desenvolveram um contraceptivo masculino. A mistura de uma substância feita a partir da testosterona e óleos vegetais, que quando injetada no organismo, provoca a suspensão temporária da produção de espermatozóides.

O estudo mostra que após seis meses de interrupção do contraceptivo, os números de espermatozóides voltam ao normal.

Apesar de o estudo constatar a eficácia da medicação em 98,8%, equivalente a pílula feminina, ainda será necessário mais testes que mostrarão se há reações adversas, contra-indicações, enfim, garantindo a segurança total do produto.

Após estes testes o contraceptivo masculino poderá ser comercializado, trazendo benefícios não só para a população masculina, mas para a população mundial.

Sendo constatado total segurança no produto, acreditamos que será um benefício para a população masculina da China, visto que poderão ter mais um auxílio para o controle da natalidade, visto que o país tem um excesso de população e nem todos possuem condições dignas necessárias para sobreviver.

As mulheres também serão beneficiadas, visto que, os homens também ficarão responsáveis por controlar a natalidade, algo que fica sempre de responsabilidade das mulheres.

Basta saber se os chineses estão a favor em usar a medicação, sabendo-se que os homens são machistas e nem sempre querem assumir esta responsabilidade.

Vamos aguardar o andamento e avanço das pesquisas!

Top