Contas e documentos: por quanto tempo guardar

A cada novo ano, as pessoas tem a tendência de realizar uma “faxina” nas gavetas, jogando fora cartões e comprovantes de quitação de contas.…

A cada novo ano, as pessoas tem a tendência de realizar uma “faxina” nas gavetas, jogando fora cartões e comprovantes de quitação de contas. No entanto, é muito importante ficar atento aos prazos para descartar esses documentos com segurança. Tendo isso em vista, separamos algumas informações sobre por quanto tempo guardar as contas e os documentos.

Conheça algumas dicas para organizar os documentos.

Saiba por quanto tempo guardar as contas e os documentos. (Foto: divulgação)

Saiba por quanto tempo guardar as contas e os documentos

Cada conta e documento tem um tempo exato para permanecer guardado para comprovação de um possível interrogatório. No entanto, muitas pessoas possuem dúvidas a respeito desse assunto. Devido a isso, separamos algumas informações a respeito da conservação de recibos.

  • Contas de água, energia, telefone e demais serviços essenciais – as declarações anuais devem ser guardadas por cinco anos.
  • Condomínio – as declarações de quitação de pagamento devem ser guardadas por todo o período que o morador permanecer no imóvel. Além disso, mesmo após a saída, é ideal conservá-lo por até 10 anos.
  • Consórcio – todas as declarações devem ser guardadas até o encerramento da quitação do produto.
  • Seguro – a proposta, a apólice, assim como as declarações de pagamento devem ser guardadas por mais de um ano, logo após o fim da vigência.
  • Convênio médico – tanto a proposta, quanto o contrato devem ser guardados por todo o período em que a pessoa estiver conveniada. Os recibos anteriores ao último reajuste devem continuar com o indivíduo por todo o período de contratação.

    É necessário ter todos os documentos organizados. (Foto: divulgação)

  • Mensalidade escolar, cursos livres e cartão de crédito – todas as declarações de quitação desses devem ser guardados por um período de cinco anos.
  • Aluguel – da mesma forma que o condomínio, o indivíduo deve guardar o contrato, assim como as declarações de quitação até a desocupação e consequente recebimento do termo de entrega de chaves. Além disso, deve permanecer por um período de três anos após a entrega do imóvel.
  • Documento de compra do imóvel (casa, terreno, apartamento) – tanto a proposta, quanto o contrato devem ter seus comprovantes de pagamento conservados até o registro imobiliário da escritura.
  • Notas fiscais e certificados de garantia – as notas fiscais de compra de produtos e serviços duráveis devem ser guardadas pelo tempo de vida útil do produto. A mesma regra deve ser seguida com os certificados de garantia que devem permanecer com a pessoa até o período estimado.
  • Contratos – eles devem ser guardados até que o vínculo entre as partes seja defeito.

    Cada documento tem um tempo ideal para permanecer guardado. (Foto: divulgação)

Muitas pessoas possuem dúvidas sobre quais documentos podem ser jogados na lata no lixo e quais devem permanecer em seu domínio. Após saber por quanto tempo guardar as contas e os documentos, basta estar atento às datas e organizar a papelada.

Leia Também:  Franquia de Comida Mexicana

Saiba até quando guardar os recibos.

Top