Consumir ferro reduz risco de TPM, diz pesquisa

A Tensão Pré-Menstrual (TPM) é o terror entre as mulheres e homens que convivem com esse público feminino durante esse período em que os…

A Tensão Pré-Menstrual (TPM) é o terror entre as mulheres e homens que convivem com esse público feminino durante esse período em que os nervos estão aflorados. Segundo um levantamento divulgado pelo site “American Journal of Epidemiology”, mulheres com uma dieta rica em ferro têm de 30% a 40% menos risco de sofrer com os sintomas da TPM.

Leia mais sobre: Dicas de alimentos funcionais

A alimentação pode combater sintomas da TPM (Foto: Divulgação)

Estudo pioneiro mostra relação de minerais no organismo com TPM

O levantamento foi feito pela Escola de Saúde Pública e Ciências da Saúde da Universidade de Massachusetts e pela Universidade Harvard, sendo que as duas estão localizadas nos Estados Unidos. Esse é um dos primeiros estudos que leva em consideração a relação da TPM com base uma dieta rica ou pobre em minerais, dizem os profissionais que trabalharam nessa pesquisa.

O estudo contou com a análise do consumo de minerais e de ferro de cerca de 3 mil mulheres, durante dez anos. No começo das pesquisas, elas não apresentavam sintomas de Tensão Pré-Menstrual. Três vezes ao dia, as voluntárias preenchiam questionários com perguntas sobre a sua alimentação.

Saiba mais sobre: TPM – alivie com alimentos

Invista no ferro e no zinco para combater a TPM (Foto: Divulgação)

Conclusão da pesquisa sobre TPM

No fim da pesquisa, 1.057 participantes do estudo foram diagnosticadas com TPM e outras 1.968 mulheres não apresentaram sintomas do distúrbio. Os cientista também analisaram fatores como a ingestão de cálcio, e compararam o consumo de minerais pelas voluntárias antes e depois dessa pesquisa. “Descobrimos que mulheres que consumiram ferro de verduras e suplementos alimentares, ou seja, de fontes não diretamente ligadas à carne, tiveram de 30% a 40% menos risco de desenvolver TPM do que aquelas que consumiram menores quantidades de ferro”, afirmou a pesquisadora Elizabeth Bertone-Johnson, uma das autoras desse levantamento pioneiro. “Nós também encontramos alguns sinais de que um maior consumo de zinco está associado com menos risco [de ter TPM]”, declarou Bertone-Johnson.

Leia Também:  Esfumado ideal para cada tipo de olho

Consumo de potássio em excesso tem relação com TPM

O estudo chegou a conclusão de que quem come alimentos com uma grande quantidade de potássio tem grandes chances de serem diagnosticadas com TPM. “Ficamos surpresos em descobrir que mulheres que consumiram quantidades elevadas de potássio tinham mais risco de serem diagnosticadas com TPM do que as que consumiam pouco potássio. Em geral, os resultados para minerais vindos de alimentos foram similares aos de minerais consumidos por suplementos alimentares”, explicou a pesquisadora.

Top