Conheça os sinais que indicam uma demissão

identificar sinais de demissão é muito bom porque assim é possível tentar reverter a situação, através de conversas com o chefe. […]

Por Redacao em 27/10/2011

Ser demitido daquela empresa onde se trabalha há anos é uma situação que simplesmente ninguém quer passar. Alguns sinais de que essa situação está próxima são completamente perceptíveis, por isso, confira se a demissão está mais perto do que nunca e tente revertê-la.

Em relação à empresa, se ela está mal financeiramente falando, se foi vendida ou se mudou de postura e está bem diferente da posição tomada pelo empregado, é hora de ficar atento.

Quando o foco é o funcionário, existem alguns aspectos que fortalecem a ideia de que existem sinais de demissão. Por exemplo, se houve uma modificação na gestão, se o poder foi reduzido, se o funcionário que antes era tão cogitado em reuniões importantes foi deixado de lado, se o empregado está sendo mal visto ou, pelo menos, suas idéias estão constantemente reprovadas, se as metas são distintas do superior ou a clássica, se a pessoa fez algo muito errado.

Existem também situações muito ligadas ao chefe e que podem indicar sinais de demissão, tais como se ele exige trabalhos cujos prazos de entrega são muito curtos, quando ele busca alguém no mercado de trabalho com todas as características do cargo já ocupado por aquele que teme ser demitido.

São diversas situações que indicam sinais de demissão e como então estar fora disso? Como fazer para continuar trabalhando na empresa? Basicamente, a atitude correta é marcar uma reunião com o chefe e colocar na mesa todas as cartas possíveis, sem perder o foco da calma, da coerência e claro, do objetivo maior, que é saber se o trabalho feito até então não está mais satisfazendo a instituição. Mostrar o que pretende ainda fazer dentro da empresa ou o que planeja produzir também devem ser colocados claramente ao chefe.

Muitas pessoas percebem que podem ser demitidas e não fazem nada, pois acham que é um abuso sentar com o superior imediato e conversar sobre as dúvidas e, principalmente, a respeito do que está havendo ao seu redor: desprezo do chefe, dos colegas e muitas outras situações, como as que foram citadas acima. Especialistas em Recursos Humanos afirmam que demonstrar à pessoa certa, leia-se ao chefe, é um caminho que deve ser feito, embora seja coberto por receio e medo da maior parte dos empregados.

Top