Conheça o funcionamento do Portal Mais Emprego

A internet tornou-se uma grande aliada das pessoas quanto ao acesso de informações sobre todo e qualquer assunto seja ele vendas de produtos, divulgação…

A internet tornou-se uma grande aliada das pessoas quanto ao acesso de informações sobre todo e qualquer assunto seja ele vendas de produtos, divulgação de eventos e até mesmo ofertas de empregos. Tudo pode ser facilmente encontrado com apenas alguns cliques. Falando nisso, os próprios governos já se adaptaram a essa nova realidade digital que vem sendo desenvolvida em todo o país. Um exemplo disso é o Portal Mais Emprego. Ele reúne em um único banco de dados diversas informações das Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego – SRTEs, Sistema Nacional de Emprego – Sine, Caixa Econômica Federal, além de outras entidades de qualificação profissional.

Esse portal foi implantado desde setembro do ano passado. Segundo informação do Ministério do Trabalho já foram atendidos mais de um milhão de trabalhadores. Deste número, mais de 17 mil foram encaminhados para seleções de empregos e muitos já conseguiram colocações no mercado de trabalho.  O Portal já está disponível em todo o Brasil e tem auxiliado muitos brasileiros a encontrar vagas de emprego e cursos oferecidos em todas as regiões do país. Os serviços oferecidos são diversos: Quando um trabalhador dar entrada no seguro desemprego, por exemplo, ele já estará automaticamente inscrito no processo de intermediação de emprego e poderá ser convocado para participar de processos de seleção e até receber encaminhamentos para as vagas de emprego disponíveis.

Mas, este novo sistema não só beneficia os trabalhadores. Ele também serve para os empregadores visto que poderão acessar os serviços como consultas, elaboração e impressão de currículos, obter informações sobre os benefícios de abono salarial, acompanhar o processo de intermediação de mão-de-obra e até fazer requerimento do seguro desemprego. Diante das informações acima, percebe-se que este portal facilitará a vida de todos os trabalhadores visto que antes não tinha acesso às informações de forma tão prática e quando tinham dúvidas, não sabiam a quem recorrer.

O único problema existente no novo serviço oferecido é que o trabalhador é “obrigado” a aceitar a vaga disponível que preencha seu perfil de acordo com o seu último trabalho. Ao surgir uma vaga (condizente com o perfil do último emprego assim como seu salário) ele será convidado para passar pelo processo seletivo. Caso rejeite a proposta (por três vezes) o benefício do seguro desemprego será cancelado. Desta forma, o trabalhador não terá opção de começar um trabalho formal e continuar recebendo as parcelas do seguro ou simplesmente escolher um emprego melhor com um salário mais elevado.

A situação acima já tem preocupado muitos trabalhadores que desejam sair do emprego atual para conseguir outro com um salário melhor; essa obrigatoriedade pode acabar desfazendo os planos do trabalhador. Mesmo assim, o portal segue a todo o vapor e tem cumprido sua missão que é a colocação de muitos trabalhadores para o mercado de trabalho com todos os seus direitos trabalhistas garantidos.

 

Top