Conheça as mudanças no Programa Minha Casa Minha Vida 2016

Conheça as mudanças no Programa Minha Casa Minha Vida 2016. Em setembro de 2015, Dilma Rousseff resolveu fazer algumas alterações no PMCMV, adotando uma…

Conheça as mudanças no Programa Minha Casa Minha Vida 2016. Em setembro de 2015, Dilma Rousseff resolveu fazer algumas alterações no PMCMV, adotando uma nova faixa de renda e ampliando os juros cobrados no financiamento. Leia a matéria e veja, com mais detalhes, o que mudou.

Conheça as mudanças no Programa Minha Casa Minha Vida 2016. (Foto Ilustrativa)

Conheça as mudanças no Programa Minha Casa Minha Vida 2016. (Foto Ilustrativa)

O Minha Casa Minha Vida é o maior programa habitacional do Brasil. Ele foi lançado em 2009, pelo Governo Federal, com o intuito de facilitar a realização do sonho da casa própria. Desde então, o PMCMV passou por poucas alterações, mas o ano de 2016 promete mudanças significativas nas políticas do programa.

Leia mais: Como funciona o Programa Minha Casa Minha Vida

Desde quando foi lançado, o Minha Casa Minha Vida já contribuiu com a compra de 4 milhões de unidades habitacionais em todo o país, o que significa mais de 270 bilhões de reais investidos. No momento, o programa está entrando na sua terceira fase, com cortes significativos de verba devido à crise econômica.

Conheça as mudanças no Programa Minha Casa Minha Vida 2016

Você tem planos de comprar um imóvel novo no próximo ano? Então conheça as mudanças no Programa Minha Casa Minha Vida 2016:

O número de financiamentos será menor

A princípio, o Governo Federal tinha a intenção de financiar a construção de mais de 3 milhões de imóveis até 2018. Contudo, o Planalto anunciou que a proposta é muito ambiciosa e não cabe nas limitações da receita orçamentária de 2016. Acredita-se que o número de financiamentos será bem menor do que o esperado.

Continuar Lendo  Feirão da Caixa tem grande oferta no Minha Casa Minha Vida

Nova faixa de renda

Agora existe uma faixa de renda intermediária. (Foto Ilustrativa)

Agora existe uma faixa de renda intermediária. (Foto Ilustrativa)

O programa criou uma faixa de renda intermediária, que recebe o nome de faixa 1,5. Ela beneficia famílias brasileiras com renda de até R$2.350 por mês e subsídios de até R$45 mil.

Saiba mais: Minha Casa Minha Vida com nova faixa de renda

Mudança na renda mínima necessária

Nas duas primeiras edições, o programa habitacional tinha o valor de R$1,6 mil como a primeira faixa de renda, que praticamente não tem juros e oferece mais subsídios aos contratantes. Com as mudanças realizadas, o valor sobe para R$1,8 mil por família.

Aumento de juros

Como já era esperado, a taxa de juros do Minha Casa Minha Vida aumentou. Quem optar pelas faixas de renda 2 ou 3 terá que pagar uma taxa de 5% a 7,16% ao ano. Dependendo da renda familiar, esse valor pode chegar à 8%. A faixa 1 continua sem cobrança de juros para o financiamento, enquanto a nova faixa de renda (até R$2.350) cobra apenas 5% de juros ao ano.

Os juros subiram! (Foto Ilustrativa)

Os juros subiram! (Foto Ilustrativa)

Limites no valor da prestação

Os limites no valor da prestação também foram alterados. Até pouco tempo atrás, os beneficiários do programa podiam comprometer apenas 5% do salário com a parcela. Essa porcentagem, no entanto, subiu para 10%. Dessa forma, a parcela do financiamento pode ser de até R$800 por mês. Dependendo da renda familiar, o limite de comprometimento pode chegar à 20%.

Veja também: Inscrições minha casa minha vida

É importante que você conheça as mudanças no Programa Minha Casa Minha Vida 2016, pois só assim é possível contratar um financiamento habitacional com mais confiança. Continue no Mundo das Tribos e veja outras matérias sobre imóveis.

Continuar Lendo  Minha Casa Minha Vida 2016: Faça sua Inscrição

 

Top