Comprar brinquedos para crianças: cuidados

É sempre gostoso ver uma criança toda feliz, se divertindo com um brinquedo novo, não é mesmo? Mas, para que essa brincadeira seja saudável…

É sempre gostoso ver uma criança toda feliz, se divertindo com um brinquedo novo, não é mesmo? Mas, para que essa brincadeira seja saudável e não causa riscos à saúde dela, devem ser tomados alguns cuidados ao comprar brinquedos para crianças. Confira aqui como agir na hora da compra desse tipo de produto.

Os pais devem ficar bem atentos na hora da escolha de um brinquedo seguro para seus filhos (Foto: divulgação)

Leia também: Brinquedos modernos para meninos e meninas.

Brinquedos para crianças: certificação do Inmetro

Cada brinquedo deve possuir, em sua embalagem, a indicação de para qual faixa etária ele é recomendado. A embalagem também deve trazer informações referentes ao fabricante e ao endereço onde o brinquedo é produzido. A presença do selo de segurança do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) é outra característica indispensável, pois essa certificação atesta que o produto passou por inúmeras avaliações que garantiram sua segurança.

Selo do Inmetro presente em brinquedos é item obrigatório (Foto: divulgação)

Veja também: Os brinquedos mais radicais do mundo.

Comprar brinquedos para crianças: cuidados

Conheça agora os cuidados que se deve tomar na hora da escolha do brinquedo certo para a criança:

  • Brinquedos que tenham cheiros e formas de alimentos (como chocolate, por exemplo) incitam as crianças a tentar engoli-los. Esse tipo de produto deve ser evitado;
  • Nunca compre brinquedos feitos com substâncias tóxicas ou que entram facilmente em combustão;
  • Brinquedos muitos ruidosos poder levar a criança a ter problemas de audição;
  • Balões, cordas ou peças soltas e muito pequenas podem causar sufocamento na criança, se esta levá-los até a boca;
  • Brinquedos com partes pontiagudas ou cortantes podem ferir a criança;
  • Muito cuidado também com brinquedos que possam provocar choque elétrico;
  • Não leve o brinquedo para casa se a embalagem dele estiver violada ou ele já vir fora da embalagem (caso de brinquedos que são imitações dos originais e costumam ser vendidos em camelôs, por exemplo);
  • Retire o brinquedo da embalagem antes de entregá-lo à criança, que, se for muito pequena, com menos de três anos de idade, pode acabar se sufocando com o plástico da embalagem.

    Os brinquedos também devem conter a indicação da faixa etária recomendada (Foto: divulgação)

Top