Como usar salto alto sem fazer mal para os pés

Já são bastante conhecidos os males que os saltos altos podem causar aos pés, às pernas e à coluna. Mesmo assim, poucas mulheres abrem…

Já são bastante conhecidos os males que os saltos altos podem causar aos pés, às pernas e à coluna. Mesmo assim, poucas mulheres abrem mão de usá-los. Os saltos são paixões femininas. Com eles, o look fica muito mais charmoso e sedutor, embora às vezes isso seja conseguido, a duras penas. Não é fácil equilibrar-se em cima de uma sandália ou sapato que tenha 10 centímetros ou mais de altura. Para a grande maioria das mulheres, esta medida é tirada de letra. Acontece que, mesmo que o calçado, aparentemente, não esteja incomodando, as consequências de seu uso poderão ser notadas, a longo prazo. Os piores resultados geralmente aparecem nas pernas e na coluna. Mas os pés também sofrem com os saltos e isso não se resume apenas à dor. É preciso saber como usar salto alto sem fazer mal aos pés.

Mesmo que as mulheres estejam acostumadas a saltos muito altos, eles não fazem bem à saúde (Foto: Divulgação)

Como escolher os sapatos

Primeiramente, vale a pena estar atenta à escolha correta dos sapatos, sandálias ou botas com saltos. É preciso avaliar a real necessidade do calçado. Como exemplo, podemos citar mulheres que são obrigadas a usar salto, no trabalho. Um scarpin básico é o modelo ideal para ser usado, de maneira geral. Mas é indicado que se escolham modelos com menos de 10 centímetros. Quanto mais a planta dos pés precisarem ser elevadas, pior será a eles. Até mesmo os modelos que possuem palmilhas macias podem ser prejudiciais, quando seu uso é muito frequente e o calçado é muito alto. Se, mesmo assim, a mulher optar por um salto alto, então é melhor que ela dê preferência àqueles que têm a parte frontal com sola maior, fazendo com que o calcanhar não fique tão alto, em relação ao restante do pé.

Saber escolher o tipo de salto é essencial para não causar danos aos pés (Foto: Divulgação)

Também é indicado ter atenção com o bico do sapato. Verifique em que parte do seu pé o modelo começa a ficar mais fino. Se a forma do calçado é do tipo que aperta a região dos dedos, desista do modelo, a menos que ele se destine a pouco uso. Não saia da loja com o sapato, imaginando que ele irá lacear, com o tempo. O ideal é que seus pés fiquem folgados, dentro dele. Quando ficamos muito tempo em pé, a circulação é comprometida e sofremos um pouco de inchaço nos membros inferiores. É por este mesmo motivo que as pessoas devem experimentar calçados no final do dia.

Leia Também:  Virose: É Possível Evitar?

Quais modelos de salto não fazem mal aos pés

Se o tamanho do calçado não for adequado, nem os saltos mais confortáveis resolverão o problema (Foto: Divulgação)

Qualquer tipo de salto poderá prejudicar os pés e a coluna. O ideal é intercalar várias medidas, incluindo calçados sem salto. Mas existem alguns modelos de saltos que não fazem mal aos pés, tanto quanto os mais altos e finos. São os maios grossos, que permitem mais equilíbrio ao corpo. Eles também diminuem a pressão do peso apenas sobre uma pequena área do pé. Assim, são mais confortáveis os do tipo Anabela, as plataformas, os saltos em formato de cone, os quadrados e, se possível, aqueles que têm o bico mais arredondado. Desta forma, os pés serão menos afetados do que com outros modelos que, embora sejam lindos, podem fazer mal ao corpo.

Veja mais dicas para escolher: Sapatos de salto alto: como escolher

Saiba mais sobre os males do salto: Os perigos do salto alto

Top