Como tornar a dívida mais barata

Comprar um carro novo, reformar a casa, fazer aquela viagem dos sonhos e comprar os aparelhos eletrônicos da moda são algumas das situações que…

Comprar um carro novo, reformar a casa, fazer aquela viagem dos sonhos e comprar os aparelhos eletrônicos da moda são algumas das situações que podem levar o consumidor a ficar endividado, caso não sejam muito bem planejadas.

As facilidades de crédito podem fazer com que milhares de pessoas se endividem facilmente (Foto: Divulgação)

Com esses gastos extras, o pagamento de contas mais básicas como água, luz, telefone, impostos (IPTU, IPVA, etc) e material escolar, entre outras, pode ficar comprometido, fazendo com que seja necessário utilizar o cheque especial ou pagar apenas o valor mínimo do cartão do crédito.

Dessa forma, a dívida só tende a aumentar e chegar a um ponto em que ficará quase impossível de ser paga, gerando muitos transtornos e preocupações para os inadimplentes. Para não chegar a esse ponto, é preciso reorganizar a vida financeira e seguir algumas dicas para tornar a dívida mais barata.

Saiba mais: Como quitar o cheque especial

Renegocie os valores

Procure o credor e negocie novas formas de pagamento (Foto: Divulgação)

Procure o seu credor e apresente a ele uma nova proposta de pagamento, que tenha juros mais baixos ou um prazo maior para quitar a dívida, sem comprometer seu orçamento. Agindo assim, é possível não só diminuir o valor devido como também garantir que você terá condições de cumprir o que foi combinado.

Caso consiga juntar dinheiro para pagar à vista, você pode pleitear um desconto para a quitação integral, pedindo, por exemplo, o abatimento dos juros e das multas. Na maioria dos casos, os credores estão abertos às negociações.

Troque a dívida cara por outra mais barata

Pedir um empréstimo com juros mais baixos pode ser outra alternativa (Foto: Divulgação)

Outra alternativa para quem está se perguntando como tornar a dívida mais barata é fazer um empréstimo com juros mais baixos para pagar integralmente a dívida mais alta. Por exemplo, se você estiver devendo o cheque especial, pode solicitar um empréstimo pessoal ou consignado e pagar a dívida à vista.

Continuar Lendo  Investir na bolsa de valores: passo a passo para começar

Dessa forma, você troca uma das taxas de juros mais altas do mercado por uma taxa bem inferior, facilitando a sua quitação.

Fique atento: Pegar empréstimos – cuidados básicos

Faça a portabilidade bancária

Passar a dívida para um banco que cobre juros e taxas menores é outra alternativa (Foto: Divulgação)

Para quem possui dívidas com bancos, há também a opção de pedir a portabilidade bancária, transferindo a dívida para uma instituição que ofereça juros mais baixos e melhores condições de pagamento. Isso pode até mesmo forçar o seu banco atual a negociar melhor para não perder o cliente.

Entenda: Como funciona a portabilidade bancária

Use bens para pagar ou diminuir o valor da dívida

Para ficar livre da dívida e mais tranquilo, vender um determinado bem pode ajudar (Foto: Divulgação)

Se você possui carros e/ou imóveis, outra opção pode estar na venda de um deles (ou de ambos) para pagar integralmente a dívida ou pelo menos parte dela, dependendo dos valores e também da utilidade atual desses bens.

Top