Como supervisionar uma criança na internet

Com tanta opção, supervisionar os filhos enquanto acessam a internet está se tornando uma tarefa muito árdua. Para ajudar os pais nessa função, separamos…

Algumas vezes é necessário supervisionar os filhos na internet.

Com tanta opção, supervisionar os filhos enquanto acessam a internet está se tornando uma tarefa muito árdua. Para ajudar os pais nessa função, separamos algumas informações a repeito desse assunto tão comum, monitorar os filhos enquanto navegam pelos sites.

Internet X Perigo

Cada vez mais, as crianças e os adolescentes são alvos de indivíduos com pouca índole e mal-intencionados que rondam a internet. Infelizmente, o uso crescente da tecnologia aliado a inocência dos pequenos, pode criar situações perigosas. É necessário que os pais participem e estejam atentos a tudo que acontece com seus filhos, principalmente enquanto navegam pelos sites da internet.

Leia também: Como proteger seu filho dos perigos da internet

Encantamento virtual

Os jogos tecnológicos, cada dia mais ilustrados e imitando a realidade, fazem com que os pequenos troquem as atividades ao ar livre para passar horas em frente ao computador ou vídeo games. E é nesse ponto que os pais devem interferir! Tentem propor atividades recreativas entre vocês, por exemplo, um jogo de queimada. Com certeza será uma boa opção para aqueles que se encontram viciados na tecnologia atual.

Cada vez mais cedo as crianças tem acesso a esse mundo virtual perigoso.

O diálogo continua sendo a melhor saída!

Uma boa maneira de impedir que seus filhos entrem em contato com pessoas de pouca índole, é recorrer para o velho e bom “diálogo”. Durante a conversa, tente orientá-los a evitar o contato com estranhos, principalmente nas redes sociais. Além disso, tente abrir espaço para que eles possam contar o que acontece e sobre o que conversam na internet. Essa é uma boa maneira de evitar consequências drásticas.

Leia Também:  Aprenda a preparar um saboroso bolo com goiabada

Os bloqueadores de links são uma boa opção

Caso a conversa e a interação com os filhos não tenha dado resultado, os programas que bloqueiam links são uma boa opção. Eles, além de bloquearem sites de conteúdo adulto ou outros fins, também monitoram as páginas visitadas pelos pequenos. Dessa maneira, os pais terão acesso aos sites visitados pelos filhos, obtendo um maior controle sobre eles. Em especial sobre aquelas crianças loucas por tecnologia. Conheça um pouco mais a respeito desses programas.

  • Programa pago: KidStarter – para obtê-lo é fácil, basta acessar o site e se cadastrar. Após realizar o cadastro, você pode definir os sites e os programas que põem ser visitados pelas crianças. A vantagem desse site é poder criar até cinco perfis diferentes, uma ótima opção para pais que possuem filhos com faixa etárias diferentes.
  • Programa gratuito: Piggyback – esse tipo de programa é especialista em monitorar as atividades do Facebook e para utilizá-lo, basta se cadastrar através da rede social.

Leia também: Como monitorar seus filhos através de um aplicativo no celular

 

Alguns programas possibilitam que os pais saibam quais páginas o filho acessou.

A cada dia as crianças encontram-se mais encantadas com a tecnologia que as rodeia. Infelizmente, esse “mundo de magia” pode revelar graves tragédias, deixando os pais muito preocupados. Após conhecer algumas dicas de como supervisionar as crianças durante o acesso a internet, vale a pena colocá-las em prática e diminuir a preocupação.

Top