Como ser uma mãe equilibrada

Como ser uma mãe equilibrada? – Esta é uma dúvida comum entre as mães que precisam controlar a intensidade como cuidam dos seus filhos.…

Como ser uma mãe equilibrada? – Esta é uma dúvida comum entre as mães que precisam controlar a intensidade como cuidam dos seus filhos. Elas, muitas vezes, acabam cometendo exageros e deixam o equilíbrio de lado. Algumas são superprotetoras e proíbem os seus “bebês” de tudo. Já outras acabam mimando demais e perdem o controle na hora de educar a criança para a vida.

Como ser uma mãe equilibrada. (Foto: Divulgação)

Uma mãe muito severa pode traumatizar os seus filhos e uma mãe muito boazinha pode mimá-los demais a ponto de não criá-los para o mundo em que vivemos. Portanto, a chave da boa educação está no equilíbrio, porque somente uma mãe equilibrada pode ter filhos coerentes e sábios. Então, saiba como ser uma mãe equilibrada.

Veja também: Dicas para melhorar relacionamento com filhos

Como ser uma mãe equilibrada

Separamos algumas dicas de como ser uma mãe equilibrada. Confira:

Quando bebês

Quando bebês, é importante não mimar. (Foto: Divulgação)

Tal equilíbrio deve existir desde quando os seus filhos ainda são bebês. Para tanto, não pegue o seu filho no colo sempre que ele chorar. Às vezes, os bebês choram à toa e, quando percebem que vão para o colo quentinho de suas mães somente por abrirem um pouco a boca, aprendem que assim conseguirão tudo o que querem. Por outro lado, se você não ligar para o seu bebê e deixá-lo no berço o tempo todo até que ele se ‘esgane’ de tanto chorar, você não estará sendo uma boa mãe. A mãe equilibrada é aquela que sabe quando o seu filho está chorando por fome, por estar sujo ou com dor. Desse modo, saiba identificar quanto o seu bebê realmente precisa do seu colo.

Leia Também:  Ideias de decoração para quartos de crianças

Na idade escolar

Para educar uma criança é preciso ter equilíbrio. (Foto: Divulgação)

Então, o bebê se torna uma criança em idade escolar. Nesse período, os pais devem ajudar a professora na educação de seus filhos, pois ela não depende apenas da escola. Sendo assim, reprima a criança quando for necessário, mas nunca a deixe sozinha. Faça com que ela saiba que tudo o que você faz é para o bem dela, mesmo quando fica brava ou aborrecida.

Se o seu filho brigar com um coleguinha da escola ou da rua, não tome o partido dele. Ouça a versão de ambas as partes e pondere sobre quem está com a razão. Somente assim você conseguirá tomar uma decisão justa. Se puder, peça para que alguma testemunha lhe diga o que realmente aconteceu.

Leia mais: Filho que briga na escola: o que fazer

Ao sabe que o seu filho fez algo errado, não bata nele. Chame-o para conversar para saber o motivo do seu erro. Desse modo, ele confiará em você sempre que tiver dúvidas sobre os seus atos e você poderá estar consciente do que ele estiver prestes a fazer, aconselhando-o quando necessário.

Na idade adulta

Quando os filhos se tornam adultos, é preciso aceitar que eles terão suas vidas. (Foto: Divulgação)

Quando o filho se torna um adulto, a mãe pode sofrer com o fato de que ele vai seguir a sua própria vida. Em algum momento, ele sairá “debaixo da asa” para estudar fora ou se casar. A mãe precisa estar preparada para aceitar essa realidade e superar a síndrome do ninho vazio. Nada de querer escolher o curso que o filho irá fazer ou palpitar no relacionamento dele.

Leia Também:  Profissão Pai e Mãe

Uma mãe equilibrada é aquela que enxerga o seu filho com transparência, tendo a consciência de quando ele está certo ou errado e agindo de modo justo com ele. Desse modo, ela consegue fazer com que o seu filho seja uma pessoa digna, confiável e justa.

Saiba mais: Síndrome do Ninho Vazio, o que é, Tratamento

Agora que você já sabe como ser uma mãe equilibrada, tome cuidado para não dominar a vida do seu filho ou mimá-lo em excesso.

Top