Como se tornar um monge

Ser um monge, ao contrário do que muitos pensam, não é um caminho árduo e difícil de ser percorrido. Existe uma frase que diz:…

Ser um monge, ao contrário do que muitos pensam, não é um caminho árduo e difícil de ser percorrido. Existe uma frase que diz: “o livre arbítrio existe apenas na medida de nossa ignorância”, de modo que esta é uma escolha que implica muita consciência e discernimento para que de fato seja possível se tornar uma pessoa melhor.

O período de maior ganho em conhecimento e experiência é o período mais difícil da vida de alguém. Dalai Lama (Foto: Divulgação)

Isto é, se você está insatisfeito com sua realidade e deseja se tornar um monge apenas para se isolar do mundo, saiba que este caminho não o conduzirá a nada, uma vez que você jamais ficará isolado ou terá conforto emocional para isso. Ser um monge é trabalhar suas virtudes para se tornar um exemplo aos outros indivíduos, condicionando-os ao bem, independentemente de religiões ou ideias pré-estabelecidas.

Veja a seguir como se tornar um monge:

O que é ser um monge?

A palavra monge vem do grego “monakhós” e significa “aquele que vive só”. Esta interpretação se perdeu ao longo do tempo, levando as pessoas a acreditarem que “viver só” é fugir para longe da vida, das circunstâncias, dos amigos e manter-se em uma postura inerte, para nada fazer.

O caminho espiritual é como a flor-de-lótus, que nasce no lodo do pântano e sobe em busca da iluminação (Foto: Divulgação)

Uma vez que a vida é o elemento que nos proporciona chaves para que possamos evoluir, o sentido de “viver só” é abandonar os nossos vícios, isto é, a ignorância, que nos conduz sempre aos erros e ao sofrimento. Ser um monge implica no trabalho de nossas virtudes calcadas nos mais elevados valores espirituais, nos elementos atemporais que estão presentes em todas as religiões.

Leia Também:  Dores no pescoço, dicas para aliviar

Você pode começar, inclusive, a fazer isto agora mesmo. Ser um verdadeiro monge não implica necessáriamente em usar roupas ou pertencer à alguma ordem ou religião, mas sim, adotar uma postura interna de auto-conhecimento, auto-análise e escolha consciente pela eliminação de nossos defeitos, que são as causas de nossos infortúnios e amarguras.

Como ser um monge 

O primeiro passo para se tornar um monge é manter uma conduta ética e moral positiva e a mais elevada possível. Isto é, não ser apegado aos prazeres, questões emocionais e materiais. Entendemos a questão do apego como desejo interno de possuir algo, seja uma pessoa, um objeto, uma emoção, um comportamento, etc. Então, faça uma auto-análise e, caso veja que tem muitos desejos de muitas coisas, ainda existe o que aprender com a vida e sua hora de se tornar monge ainda não chegou.

É por essa razão que muitas instituições religiosas se perdem, uma vez que o problema não está no ensinamento, mas sim nas pessoas que não estão preparadas para compreendê-lo, danificando assim o nome da instituição e dos grandes mestres. Portanto, seja responsável e não permita com que isso também se aplique a você.

Confira a matéria: O Budhismo é uma religião?

Seja responsável antes de adentrar como monge em uma instituição religiosa (Foto: Divulgação)

Caso você decida participar de alguma religião, tenha claro o seu motor e o que leva a frequentá-la. Uma vez claras essas questões e de acordo com os ensinamentos, basta ser sincero consigo mesmo e consultar os superiores de cada instituição para começar a sua jornada.

Seja a mudança que você quer ver no mundo

Dalai Lama

Leia também: Frases de Mahatma Gandhi.

Leia Também:  Alimentos orgânicos - benefícios para a saúde

Top