Como se Comportar em Reunião de Trabalho

A diretoria avisa: vai ter reunião hoje no final do expediente. Todos ficam nervosos, questionando o que será que vai ocorre, quais medidas foram tomadas, se vai haver cortes de funcionários ou se alguém vai recebe alguma reclamação por algo errado que cometeu. Enfim, sempre fica aquela nuvem negra quando uma reunião está para acontecer. No entanto, tenha muita calma porque nem sempre estes encontros com a diretoria representam que algo péssimo vai acontecer não é mesmo?

Muitas vezes, o foco da reunião é comunicar alguns ajustes que precisam ser feitos, economias que precisam da colaboração de todos os funcionários, algumas outras atribuições que os cargos passaram a ter bem como funções que não existirão mais. E somente no cara-a-cara entre diretoria e funcionários se pode evitar informações informais como a Rádio Peão e Conversas de Corredor.

Também existem as reuniões cujo foco é comunicar demissões e estas, realmente, nem sempre são muito agradáveis porque deixam o clima tenso, uma sensação de fracasso e de incompetência no ar que ninguém merece mesmo passar. Ser demitido é sempre um momento tão constrangedor que todos que estão empregados oram todos os dias para não ter que passar por isso.

Mas seja para qual finalidade for este encontro, o importante é saber como se comportar numa reunião de trabalho. Não há mesmo nenhum tipo de comunicado, de decisão, de comunicado de perda de emprego que valha um comportamento vulgar e sem procedimento de um ou uma profissional que se respeita e que sabe do seu valor no mercado.

O Mundo das Tribos vai lha dar algumas preciosas sugestões de como se comportar em uma reunião profissional e se sair muito bem dela, independente de qual tenha sido o seu resultado. Mesmo com más notícias ou ainda com a sua competência sendo questionado – caso seja esta a situação, vale à pena manter um comportamento sóbrio e decente.

A primeira dica de como se comportar numa reunião de trabalho é sempre manter o tom de voz adequado. Nunca grite, fale alto, use gírias ou palavras de baixo escalão. Isso fica muito mal para a imagem do profissional e sem contar que pode contar contra você caso seja movido um processo. Mantenha sempre a boa educação.

Cuidado com o que fala. Nunca exponha coisas que você não tem como provar e nem tão pouco suscite ideias mirabolantes que colocam em xeque suas boas intenções. Mais, uma vez, não apenas o tom de voz merece atenção como também aquilo que vai se falar mesmo que seja baixinho. Cuidado mesmo com as suas roupas. Se for um funcionário, nada de ir muito esportista para o lugar de trabalho. Isso não pega bem. Contudo, caso trabalhe numa agência de publicidade ou numa loja de roupa surf nada mais coerente que vá trabalhar despojado mesmo. Mas somente nestes casos mesmo, no mais, mantenha a seriedade.

Caso seja uma funcionária, por favor, evite minissaias, vestidos curtos, shortes e pelo amor de Deus – corra dos decotes porque eles passam um aspecto de que você foi bancar a mulher fatal na reunião, tentando dar em cima do chefe e coisa do tipo que deixa tudo em evidência, exceto a sua competência.

Ao começar a reunião, peça a oportunidade para falar somente quando tiver certeza do que vai expor. Siga os conselhos do lendário presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln “antes ficar de boca fechada e acharem que é um idiota do que abrir e passarem a ter certeza”. Só fale o que for proveitoso para você, empresa e funcionários.

Mesmo após emitir a sua opinião, acate as decisões tomadas pela diretoria em uma reunião. Isso não é ser capaxo, isso é compreender as regras do jogo que diz que o dono é quem manda nos seus negócios e que cabe aos seus funcionários tão somente acatar tudo que ficou estabelecido. Com este comportamento, tenha certeza de que você vai se dar muito bem na empresa que trabalha.

Reply