Como saber se a criança está sofrendo bullying?

O bullying é um tipo de violência capaz de deixar sequelas irreversíveis na vida das crianças. De acordo com as últimas pesquisas, apenas 50%…

O bullying é um tipo de violência capaz de deixar sequelas irreversíveis na vida das crianças. De acordo com as últimas pesquisas, apenas 50% dos meninos e menos de 35% das meninas vítimas de bullying relatam o ocorrido, enquanto a maioria acaba sofrendo em silêncio. Portanto, é de fundamental importância que os pais se mantenham atentos, para que possam suspeitar quando seus filhos estão sendo vítimas de valentões na escola. Saiba mais sobre o assunto e aprenda como saber se a criança está sofrendo bullying.

Saiba o que fazer caso seu filho seja vítima de bullying.

O bullying é um problema que causa sequelas permanentes. (Foto: divulgação)

Como identificar vítimas de bullying

Geralmente a criança que sofre bullying costuma apresentar uma série de sinais que podem servir de alerta aos pais ou responsáveis. É possível que cada uma das observações possam ser resultantes de outro problema que não a violência escolar, mas quanto maior o número de sinais presentes concomitantemente, maiores são as chances de a criança estar sofrendo bullying.

  • Comportamento escolar

É bastante comum a criança apresentar medo de ir e voltar andando para a escola. Nos casos em que precisa ir a pé, é possível que mude a rota escolar, evitando pegar o mesmo caminho dos colegas ou do ônibus escolar. Na maioria dos casos, a criança se nega a ir para a escola e só assiste as aulas caso seja levada pelos pais.

Também é possível notar uma queda do rendimento escolar e perda do interesse em conversar com a família sobre as atividades desenvolvidas em classe. Crianças que chegam em casa com fome além do normal ou costumam pegar dinheiro sem dar explicação de como pretende gastá-lo, podem estar sendo obrigadas a “pagar” tarifas ao bully, oferecendo dinheiro ou até mesmo o próprio lanche.

A minoria das vítimas busca ajuda dos pais. (Foto: divulgação)

  • Sinais psicossomáticos
Leia Também:  Opções para se refrescar no verão

Para evitar a dor de passar pela violência escolar, é possível que as crianças somatizem os sentimentos negativos na forma de dores inespecíficas pelo corpo, dor de cabeça, dor de barriga e aftas. Normalmente a criança passa o final de semana bem, e os sintomas surgem horas antes de ir para a escola.

  • Sintomas físicos

Arranhões, cortes e machucados inexplicáveis. Também é importante ficar atenta caso haja roupas e outros pertences rasgados, danificados ou “desaparecidos”.

  • Comportamento social

As crianças podem não querer sair de casa, não serem convidadas para festas de aniversário e têm poucos amigos.

  • Sintomas emocionais

O pequeno parece estar constantemente chateado, infeliz ou se sentindo muito sozinho. Pode se apresentar choroso, estressado ou deprimido sem nenhum motivo aparente. Os pais precisam ficar bastante atentos a esse tipo de sinal, pois não é incomum os pensamentos suicidas em vítimas de bullying.

Saiba mais sobre os principais sintomas de bullying.

Não é incomum a criança somatizar sintomas que desaparecem aos finais de semana. (Foto: divulgação)

O bullying é um problema muito sério, capaz de causar sequelas permanentes na vida das crianças. A maioria das vítimas desse tipo de violência sofre calada, por medo do bully ou simplesmente por vergonha da situação. Cabe aos pais identificar sinais que indiquem o problema, para que possam intervir o mais rápido possível.

Top