Como Saber a Hora de Fazer Revisão no Carro

Quem tem carro sabe que a vida ao lado do seu automóvel não são apenas flores. Ele oferece muitas vantagens para quem o tem,…

Quem tem carro sabe que a vida ao lado do seu automóvel não são apenas flores. Ele oferece muitas vantagens para quem o tem, como autonomia para viajar ou a não necessidade de se ter de enfrentar um sistema de transporte coletivo que nem sempre é viável.  Mas é claro que a despeito de todas as facilidades é preciso também lembrar que o proprietário tem obrigações com o veículo: taxas, impostos, documentação em dia são apenas alguns deles, mas a vida não é feita apenas de burocracia. Para quem se preocupa com a própria segurança e a de sua família também precisa estar atento a revisão do carro.

É preciso que a manutenção do automóvel esteja em dia. Os danos causados por cuidados inadequados com o veículo podem significar mais do que o famoso rombo no orçamento com os gastos inesperados, mas também pode significar férias frustradas ou também um acidente.

Quando é preciso fazer a revisão?


Para não correr nenhum desses riscos é importante estar atento ao tempo de cada revisão. De acordo com matéria publicada pelo Estilo IG, as ocasiões normais a se prestar atenção a isso são a cada 6 meses ou a cada 10 mil quilômetros rodados, o que vencer primeiro. Isso faz parte dos cuidados básicos do carro, portanto não despreze este tempo. Segundo a mesma matéria, quem tem essa frequência também não precisa se preocupar em fazer essa revisão antes de uma viagem, mesmo isto sendo indicado.

Antes de uma viagem também é uma ocasião adequada, afinal pegar estrada e ficar parado não é exatamente um plano de lazer, portanto é ideal fazer isso ou em uma autorizada ou na oficina da esquina com aquele mecânico que você confia. O mesmo vale para quando você sentir que algo não parece estar muito bem com o seu veículo, por exemplo, um som estranho ou diferente.

Alguns itens podem ser vistos em casa, somente pelo olho do proprietário, como são o caso dos cuidados básicos com o nível de água e de óleo – do qual devemos desconfiar caso um deles esteja em nível muito baixo, pois pode ser sinal de vazamento – ou do estado dos pneus. Já para outros detalhes é preciso contar com um mecânico para detectar vazamento e desgastes de peças através de testes que não são possíveis de reproduzir em casa.

Está preocupado com o seu orçamento só de pensar nestes gastos? Então pense que pode ser bem pior caso o carro apresente problemas quando você estiver no meio do nada. Se leva mesmo a sério a sua segurança pesquise onde vale mais a pena levar o veículo, aliás, não vale cair no velho papo de que as autorizadas cobram muito mais do que as outras oficinas, porque dependendo da situação pode ser justamente o contrário. Também fique de olho em pacotes e promoções das concessionárias, pois sempre dá para aproveitar um precinho bom além da vantagem de que os mecânicos de autorizadas conhecem realmente o carro e as peças da marca.

Não deixe para depois: cuide do seu carro e faça-o valer a pena.

Top