Como reduzir o risco de infarto e derrame

Problemas cardiovasculares como o acidente vascular cerebral, conhecido popularmente como “derrame”, e o infarto agudo do miocárdio, são eventos potencialmente fatais, que quando não…

Os problemas cardiovasculares estão cada vez mais comuns

Problemas cardiovasculares como o acidente vascular cerebral, conhecido popularmente como “derrame”, e o infarto agudo do miocárdio, são eventos potencialmente fatais, que quando não resultam em óbito podem causar graves sequelas, comprometendo a qualidade de vida de qualquer pessoa.

Ambas as patologias são causadas pelos mesmos fatores, que culminam na obstrução da passagem do sangue necessário para nutrir determinado órgão, sendo que a maior diferença entre as duas entidades é seu local de acometimento. O infarto é um acontecimento cardíaco, enquanto que o derrame está relacionado ao sistema nervoso central.

Saiba como detectar um infarto agudo do miocárdio  e aproveite para aprender também quais os primeiros socorros em caso de derrame.

Confira algumas dicas para se prevenir e reduzir o risco de ocorrência desses problemas.

Controle da pressão arterial

A hipertensão é um problema bastante comum nos dias atuais, e um número cada vez maior de pacientes vem apresentando essa condição clínica, que faz com que os vasos do organismo trabalhem sob intensa pressão, resultando em lesão na camada de células que revestem os vasos.

Cuidar dos níveis pressóricos é muito importante

Os danos vão se acumulando com o passar do tempo e comprometem a organização do fluxo sanguíneo, que passa a ser turbilhonar. Também ocorre a exposição de algumas camadas mais internas da parede dos vasos, propiciando as condições ideais para que as células se fixem no local, dando origem a coágulos que ficam grudados nas paredes vasculares e podem obstruir totalmente a passagem do sangue, ou se soltarem e ir para locais afastados, onde interromperão o fluxo nos vasos de pequeno calibre.

Leia Também:  Dicas para pai e filho passarem mais tempo juntos

É fundamental que os pacientes hipertensos façam uso adequado dos medicamentos para pressão, a fim de manterem os padrões pressóricos dentro do ideal e evitarem os danos vasculares.

Saiba como tratar a hipertensão arterial

Controle da glicemia

É importantíssimo que os pacientes portadores de diabetes sigam um rigoroso controle dos níveis de açúcar no sangue, porque uma glicemia alterada aumenta substancialmente as lesões endovasculares e propicia a formação de trombos (coágulos) e ateromas (placas de gordura).

Controle do peso

O excesso de peso não é apenas um problema estético, pois a gordura funciona como um tecido endócrino, produzindo uma séria de hormônios que trazem diversos malefícios a saúde e resultam no aumento do apetite, incapacidade das células em utilizar glicose (por induzir uma resistência à insulina) e aumento na deposição de gordura.

A perda de peso é essencial para garantir mais saúde

Boa alimentação

Uma alimentação balanceada é indispensável para quem pretende se prevenir da ocorrência de eventos cardiovasculares. Para ter uma dieta saudável, a dica é:

  • Evitar o consumo de alimentos demasiadamente salgados, que estimulam o aumento da pressão arterial;
  • Utilizar o mínimo de gordura animal possível na dieta, pois esses elementos aumentam as taxas do colesterol ruim, o LDL, que está intimamente ligado à gênese do infarto e derrame;
  • Evitar a ingestão de alimentos industrializados, especialmente fabricados com gordura vegetal hidrogenada, que aumentam os níveis de triglicerídeos, outro tipo de gordura maléfica;
  • Apostar em alimentos vegetais ricos em óleo, como o abacate e castanhas, que assim como o azeite de oliva, óleo de girassol, canola e gergelim, aumentam os níveis do colesterol bom, o HDL, que faz uma “limpeza” dos vasos sanguíneos.
Leia Também:  Biscoito de chocolate e amêndoas

Atividade física

É indispensável para a diminuição da deposição da gordura e degradação dos depósitos acumulados no organismo, além de melhorar a perfusão vascular de diferentes órgãos, estimular a liberação de hormônios protetores na corrente sanguínea e ainda regular os níveis de glicemia e colesterolemia.

Uma dieta balanceada é uma poderosa arma contra problemas de saúde

Pessoas que possuem histórico pessoal dessas doenças ou que possuem algum parente próximo que sofreu algum desses eventos antes dos 50 anos de idade, devem tomar um cuidado especial e seguir todas as dicas para garantir boa saúde.

Top