Como Processar uma Empresa

Assédio moral, pressão psicológica, assédio sexual, humilhação. São tantas as circunstâncias e péssimas circunstâncias, diga-se de passagem, que podem levar um funcionário a querer…

Por Redacao em 19/03/2011


Assédio moral, pressão psicológica, assédio sexual, humilhação. São tantas as circunstâncias e péssimas circunstâncias, diga-se de passagem, que podem levar um funcionário a querer se informar de como processar uma empresa. Causas trabalhistas não cumpridas também são um dos principais motivos que levam as pessoas a conduzirem suas antigas empresas de trabalho para as barras da justiça.

Aqui vão se dadas dicas de como processar uma empresa e ainda obter sucesso com a causa, tendo um parecer positivo por parte do juiz que vai proferir a sentença. A primeira dica é procurar um bom advogado especialista e causas trabalhistas e cíveis. Depois explique a ele as causas que o motivam a levar a empresa para a justiça.

É bom sempre falar a verdade, munido de provas, para que o advogado saiba como conduzir o caso. Seja responsável com as acusações que emite, pois, uma vez elas não devidamente provadas o processo pode virar contra quem está acusando.

E ao invés de ter êxito na justiça vai ter que enfrentar é um bom processo por calúnia e difamação. Outra sugestão importantíssima é saber se é possível ter um acordo entre as partes sem que a justiça precise entrar na questão. Dialogar e negociar com seu ex-patrão é uma forma de prover uma conciliação essencial para desinchar o judiciário com questões de pequenas causas.

Quando se trata de causas trabalhistas é que esta conciliação pode ser feita de forma bem mais ágil e amigável, porém, quando se trata de questões que ofendem a honra, acho que não há acordo entre quatro paredes que resolva mesmo a situação, assim, o funcionário só conta mesmo com a justiça para prover uma retratação e uma indenização para o caso.

Seja como for, pelos motivos que for, seja consciente de que tratar de questões judiciais não é uma questão muito agradável. É por isso que é sempre bom amadurecer a ideia, saber se vale à pena ou não dá um passo como este e se isso não pode trazer danos ainda maiores para o seu futuro profissional. Avalie e tome a decisão adequada.

Top