Como melhorar a relação com o filho adolescente

A adolescência é uma fase de grandes mudanças, isso por ser um passo entre a infância e a fase adulta. O corpo e a…

É necessário ter compreensão e paciência com o adolescente.

A adolescência é uma fase de grandes mudanças, isso por ser um passo entre a infância e a fase adulta. O corpo e a mente estão em frequentes alterações e, nem mesmo o próprio adolescente consegue compreender essas mudanças. Muitos pais, durante essa transição, não conseguem ter uma relação adequada com os filhos, surgindo assim alguns conflitos. Aprenda alguns conselhos para melhor lidar com o filho adolescente.

O essencial é ter confiança

O grande passo para que uma relação entre pais e o filho adolescente dê certo, é existir uma relação de confiança entre eles. Para conseguir isso, é preciso ir se aproximando do filho aos poucos, sem muita agressividade. No início, evite falar de assuntos íntimos, pois isso pode afugentá-lo. Procure questioná-lo sobre como foi o seu dia, o que aprendeu na escola e o que fez com os amigos. Ao observar que houve reciprocidade, avance para outra etapa.

A confiança é a base para existir uma relação adequada entre o adolescente e os pais.

O próximo passo é tentar questioná-lo sobre a sua intimidade. Busque sempre ser compreensivo e evite tomar atitudes bruscas e agressivas, elas podem fazer com que o adolescente perca a confiança e se afaste. Após firmar o laço entre vocês, o ideal é partir para a orientação, porém nunca deixando de levar em conta a opinião do seu filho. Essa atitude contribui com uma relação ainda mais firme entre ambas as partes.

Adolescência X Sexualidade

Cada vez mais cedo os adolescentes estão descobrindo a sexualidade. Na escola, na internet, na televisão, no cinema, eles estão sendo “bombardeados” por cenas de sexo que instigam, ainda mais, a curiosidade deles. Assim, para que ele não receba orientações erradas, o ideal é que os pais tenham uma conversa séria e franca com o filho adolescente.

Antes de tudo, é preciso escolher qual dos pais iniciará a conversa. Para não deixar o adolescente constrangido, caso seja um menino, é melhor que a conversa surja pelo pai, ocorrendo o oposto se for uma menina. Afirme que existe a hora certa para acontecer a primeira relação e que, independente da pessoa escolhida, é essencial o uso do preservativo. Nessa hora, vale a pena iniciar a discussão sobre as doenças sexualmente transmissíveis, focando ainda mais o papel da camisinha na prevenção dessas patologias.

A adolescência é uma fase muito difícil, mas pode ser tranquila se houver apoio dos pais.

Para ter um relacionamento adequado entre o filho adolescente e os pais, é preciso buscar uma amizade sincera, sempre baseada na confiança.  Dessa forma, os pais saberão o que se passa na cabeça do adolescente, assim como podem compreender os medos e os anseios dessa fase tão marcante.

Top