Como lidar com as brigas entre irmãos

Educar um filho já difícil, mas imagina quando chega um irmãozinho e as crianças não se entendem. Como fazer para lidar e educar os…

Por Redacao em 21/12/2011

Como lidar com as brigas entre irmãos? (Foto: Divulgação)

Educar um filho já difícil, mas imagina quando chega um irmãozinho e as crianças não se entendem. Como fazer para lidar e educar os filhos em brigas de irmãos? É comum que entre irmãos haja brincadeiras e pequenas brigas no dia a dia, normalmente por motivos tolos e aparentemente sem importância, mas que causam dor de cabeça aos pais, o que fazer nesses casos?

Espere

Às vezes os irmãos acham uma solução sozinhos para o problema (Foto: Divulgação)

É esperado que os pais corram ao ouvir os gritinhos de briga entre as crianças e logo tentem apartar a briga, colocando os filhos de castigo. O conselho de especialistas é que para uma boa educação dos filhos, os pais devem esperar e tentar perceber o que está acontecendo, além de analisar se é necessária uma intervenção imediata (no caso de brigas com agressão física).

Essa atitude de aguardar os filhos se resolverem é bastante difícil, pois os pais querem logo solucionar o problema, afastando os irmãos e trazendo de volta a tranquilidade de antes, mas essa atitude não é educativa. Deixar os filhos discutindo algum problema, mesmo que banal, faz com que a criança aprenda a resolver seus problemas sozinha, sem ajuda dos pais. Às vezes, os irmãos acham uma solução sozinhos e resolvem o conflito sem chamar os pais.

Conversa em família

O diálogo permite reflexão sobre os motivos da briga (Foto: Divulgação)

Quando tudo já estiver calmo os pais podem chamar os filhos para uma conversa sobre as brigas e pensamentos das crianças. Porém, os pais devem ouvir, sem interromper ou tomar partido, principalmente evitando culpar o mais velho e proteger o mais novo, por exemplo. O importante é estimular a reflexão nos filhos, fazendo com que eles pensem quem começou a briga e se alguém provocou o outro.

Os pais podem ajudar na reflexão e apontar caminhos e soluções para que aquilo não se repita, sempre repetindo que cada um tem seu ponto de vista que precisa ser respeitado e que ninguém tem o direito de desrespeitar o outro, porque não concorda com ele.

Brigar faz parte da vida dos irmãos, em uma fase (quando crianças) os desentendimentos parecem aumentar, mas é normal. Com as brigas, os filhos aprendem também, eles vivenciam como é se relacionar, compartilham pontos de vistas diferentes dos seus, entendem que sempre há limites em suas ações e vontades, aprendendo a tolerar o outro, respeitando-o.

Top