Como Exportar Para Exterior

Querendo ampliar os negócios da sua empresa? Então saiba que um bom caminho para conseguir alcançar esse objetivo é a exportação. Vender produtos para…

Querendo ampliar os negócios da sua empresa? Então saiba que um bom caminho para conseguir alcançar esse objetivo é a exportação. Vender produtos para o exterior é uma forma de tornar a marca reconhecida e ocupar espaços em outros mercados, aumentando os lucros com as operações comerciais.

A exportação é um tipo de negócio que tem crescido no Brasil e tornando marcas internacionalmente conhecida. Buscar crescimento no exterior é uma chance da empresa ter novas experiências e encontrar abertura para investimentos de acordo com o mercado com o qual trabalha. Algumas organizações estão obtendo tanto sucesso no exterior que passaram a desempenhar apenas atividades de exportação e deixaram de lado o mercado interno.

Há dois tipos de exportação: a indireta e a direta. A primeira opção é voltada para as empresas que não possuem experiência em negócios internacionais e estão ainda em busca de reconhecimento, assim trabalha com o apoio de intermediários para a sua internacionalização. Já a segunda opção, diz respeito a uma empresa que está ponta para exportar e obtém o seu faturamento diretamente.

Trabalhar com exportação é lucrativo para a empresa, principalmente quando os produtos estão desgastados ou desvalorizados pelo mercado brasileiro. No entanto, a empresa não pode resolver trabalhar com comércio exterior do dia para a noite, ela precisa ter um planejamento e um departamento apropriado para lidar com as atividades.

Para desempenhar atividades no comércio internacional, a empresa precisa seguir um roteiro, de modo que todos os critérios sejam respeitados para garantir a legalidade das suas operações. Primeiro é necessário identificar possíveis compradores no exterior, ou seja, qual o público alvo que deseja atingir em outros países. As atividades de exportação precisam ainda estar condizentes com as normas nacionais e internacionais.

Leia Também:  Lojas Procópio Sports

A empresa que está prestes a entrar no comércio exterior deve se registrar e se credenciar junto ao DECEX/SECEX e Secretaria da Receita Federal. Estabelecer contato direto com seu importador e receber a formalização do negócio. É compromisso da empresa exportadora se preocupar com preços, formas de pagamento, prazos de entrega, transporte internacional e devidos registros.

Vários documentos precisam ser apresentados para conseguir exportar produtos para outros países legalmente. Confira:

– Pro Forma Invoice: para a negociação com o importador;

– Registro de Exportação (RE): controle governamental;

– Contrato de Câmbio: para fins fiscais e contábeis;

– Comprovante de Exportação (CE): para fins fiscais e contábeis;

– Emissão da Nota fiscal

– Certificado ou Apólice de Seguro: para fins fiscais e contábeis;

– Romaneio de Embarque: embarque para o exterior;

– Conhecimento de Embarque: embarque para o exterior;

Os documentos citados são alguns dos itens necessários para entrar no mercado de exportação, sendo apresentados ao longo do processo de envio da mercadoria para outro país com as devidas autorizações. Elabore o planejamento da sua exportação se preocupando com a negociação, logística, registro, despacho, fluxograma e faturamento. Há programas governamentais que apóiam as atividades de exportação, por isso é interessante conhecê-los para aproveitar os benefícios que eles têm a oferecer.

O departamento da empresa que vai cuidar das atividades de exportação requer preparo para atuar nessa área, por isso a importância de contratar profissionais qualificados e experientes. Conte com uma empresa intermediária se for o caso, até compreender o fluxo do comércio internacional.

Para conhecer mais detalhes sobre como exportar para o exterior, acesse o site Aprendendo a Exportar e aproveite as informações da página.

Top