Como escolher um modelo para seu currículo

A concorrência no mercado de trabalho é cada vez maior. Muitas vezes, a elaboração de um currículo bem feito é quem abre uma fresta da porta para o sucesso. Mas isso não significa apenas saber o que deve ser colocado no documento. É preciso, também, saber como especificar suas habilidades e trajetória profissional, utilizando-se de estruturas de apresentação adequadas. Veja algumas dicas de como escolher um modelo para seu currículo.

Modelos simples demais podem desviar a atenção do responsável pela seleção (Foto: Divulgação)

Quais são os modelos de currículos

Os modelos de currículo são, hoje, bastante numerosos. A estrutura simples e tradicional não deixa de ser adequada; porém, quem deseja destacar certos detalhes de seu documento pode passar despercebido, aos olhos do responsável pela seleção, pela forma padronizada de elaboração.

O programa Microsoft Office disponibiliza inúmeros modelos de currículo, com orientações bastante claras para cada caso. Há modelos para estagiários, para executivos, para pessoas que desejam crescer dentro da empresa onde já estão, currículos para a área de marketing, para a área financeira, currículo em modelo cronológico, etc.

Currículo deve conter as informações necessárias, sem exageros em adjetivos (Foto: Divulgação)

Candidatos que têm pouca bagagem profissional devem investir em currículos que tenham designs diferentes ou que ofereçam mais campos de preenchimento, de forma que se possa falar mais sobre suas habilidades ou chamar a atenção do recrutador. Já uma pessoa que tem experiência profissional mais extensa pode apostar num modelo mais simples, minimalista e que leve o avaliador direto ao assunto. Para estes candidatos, quanto menos adornos, melhor será.

Dicas para fazer seu currículo

Para valorizar o currículo profissional, procure por um modelo que tenha estrutura diferenciada, porém descreva suas habilidades com cuidado. Evite adicionar informações que não tenham a ver com o assunto, engrandecendo-se demais. Isso não irá melhorar o seu currículo; muito pelo contrário, o avaliador ficará desconfiado.

Currículo não pode conter erros de linguagem (Foto: Divulgação)

Fuja de frases prontas no currículo, adjetivos em excesso e linguagem coloquial. Fale sobre sua trajetória profissional, sobre as especializações que fez e como suas habilidades podem agregar valores à empresa para a qual pretende entrar. Não exagere no que disser. Tudo deve ser feito de forma polida e profissional.

Finalmente, tenha muita atenção com a escrita do currículo. De nada adianta escolher o modelo ideal, seguir corretamente todas as orientações, mas cometer erros de escrita, pois isso poderá fazer com que seu currículo seja descartado, na hora.

Reply