Como escolher padrinhos para a criança

Além da decoração do batizado do bebê, da roupinha que será usada e das lembrancinhas que serão entregues aos convidados, os pais precisam se…

Além da decoração do batizado do bebê, da roupinha que será usada e das lembrancinhas que serão entregues aos convidados, os pais precisam se preocupar acima de tudo com a escolha do casal que vai apadrinhar o filho.

É importante tomar alguns cuidados para escolher os padrinhos. (Foto:Divulgação)

Os padrinhos são grandes aliados dos pais na hora de educar as crianças. Eles ajudam a ensinar valores que serão importantes para toda a vida, como respeito e disciplina. Também cabe aos padrinhos a responsabilidade de cuidar do afilhado, caso um dia os pais do mesmo faltem.

A importância dos padrinhos

A escolha dos padrinhos da criança não é baseada no reforço de laços familiares ou etiquetas sociais. Os rituais de batizado variam de acordo com a religião, mas a função do casal que batiza é a mesma: tutelar a criança se por alguma eventualidade do destino a mesma perca os pais.

Antigamente, os pais escolhiam pessoas bem sucedidas financeiramente para arcar com o sustento da criança. No entanto, o casal de padrinho precisa ter muito mais do que dinheiro para participar do crescimento do afilhado.

Os padrinhos assumem um verdadeiro compromisso com o afilhado. (Foto:Divulgação)

Dicas para escolher os padrinhos da criança

Muitos padrinhos abandonam os seus afilhados e não participam da criação deles. Para evitar este tipo de problema, confira a seguir dicas para escolher os padrinhos do filho:

• Os padrinhos devem ser escolhidos logo após o início da gravidez. No entanto, não há pressa de fazer o convite;

• Se o casal recusar o convite para apadrinhar a criança, os pais devem agradecer pela honestidade e sinceridade;

• É importante evitar a escolha de avós para apadrinhar, pois o vínculo familiar e afetivo já existe;

Leia Também:  Camping em Bombinhas - Santa Catarina

• Os padrinhos escolhidos precisam contar com uma estrutura familiar para oferecer ao afilhado se houver necessidade;

• Os padrinhos devem ser pessoas responsáveis e jovens;

O padrinho deve participar do crescimento da criança. (Foto:Divulgação)

• É fundamental que os padrinhos assumam papel de destaque na vida da criança e não apareçam simplesmente nas datas comemorativas para dar bons presentes;

• Os pais devem escolher padrinhos que possam estar próximos das crianças e que cativam o respeito;

• Os padrinhos precisam ter a capacidade de dar conselhos a criança, principalmente quando ela estiver entrando na adolescência;

• Os líderes religiosos recomendam que o casal de padrinho seja participativo na religião dos pais e ensine os caminhos da fé para a criança;

• Os padrinhos devem formar um casal, pois quanto maior a perspectiva de permanecerem juntos, mais se adequam ao papel;

• Padrinhos que não são casados ou que não possuem um relacionamento também são aceitos socialmente;

• As divergências religiosas não representam um impedimento para batizar uma criança;

• As crianças não precisam apenas de presentes ou momentos de descontração proporcionados pelos padrinhos. Elas devem criar um vínculo de afetividade para que possam crescer saudáveis e felizes.

Top