Como encontrar um investidor-anjo?

Os investidores-anjos estão ganhando cada vez mais espaços no Brasil. São classificados neste grupo os empresários que tiram dinheiro do próprio bolso para investir em empresas embrionárias, ou seja, que estão apenas começando.

O Brasil tem 5,3 mil investidores-anjos. (Foto:Divulgação)

Saiba mais sobre o investidor-anjo

Investir em uma startup é alto risco, por isso os investidores são chamados de “anjos”. Estes empresários e executivos podem correr o risco de perder dinheiro na tentativa de conseguir fazer parte de um negócio inovador.

O Brasil tem 5,3 mil investidores-anjos, ou seja, empresários que possuem pelo menos R$ 450 milhões aplicados em empresas que estão nascendo e buscando mercado. O número ainda é pequeno, em comparação com os 350 mil investidores-anjos dos Estados Unidos.

O investidor-anjo tem o papel de injetar recursos na empresa nascente. Ele também pode oferecer orientações sobre clientes, parceiros e fornecedores. O investidor-anjo pode até fornecer apoio estratégico para a startup, mas não é responsável por executar as tarefas.

O investidor-anjo tem condições de injetar capital na empresa iniciante. (Foto:Divulgação)

Dos empresários que investem em startups, 75% demonstram interesse por negócios ligados ao setor de TI (tecnologia da informação). O aporte do investimento anjo normalmente fica entre R$ 50 mil a R$ 500 mil.

Como conseguir um investidor-anjo?

• Para receber investimentos de um anjo, o projeto precisa ser inovador e bem elaborado. O dono da ideia precisa se preocupar não só com a tecnologia empregada, mas também com os diferenciais do produto ou serviço diante a concorrência.

• O dono da startup precisa impressionar os grandes empresários para conseguir capital. Ele deve mostrar que é um bom empreendedor, que sabe driblar os problemas e que é um grande especialista do produto ou serviço que deseja vender.

Os investidores-anjos estão presentes em eventos de empreendedorismo. (Foto:Divulgação)

• Para aumentar as chances de conseguir um investidor-anjo, o empreendedor precisa ser inteligente, inspirador, flexível, competitivo, íntegro e apaixonado pelo negócio.

• O empreendedor deve cadastrar a sua startup na Finep (Financiadora de Estudos de Projeto). As melhores ideias são selecionadas, apresentadas aos anjos parceiros e podem ser beneficiadas com capital.

• O dono da startup deve frequentar eventos de empreendedorismo para encontrar os investidores-anjos. O Endeavor, Sebrae e Finep promovem ótimos encontros.

• Vale a pena realizar a inscrição no site Anjos do Brasil e apresentar uma proposta de negócio. A rede está repleta de investidores que procuram por boas ideias.

Reply