Como diminuir o uso da chapinha

Não há como negar que a chapinha é uma ferramenta que ajuda a manter as madeixas mais controladas e ainda é capaz de modelar o cabelo, ajudando a criar visuais que vão desde o super liso até o com cachos definidos e naturais. O problema é que algumas mulheres acabam se tornando escravas desse tipo de tratamento e acostumam a utilizar a prancha de cabelo praticamente todos os dias. Confira algumas dicas de como diminuir o uso da chapinha.

Algumas mulheres não dispensam o uso das pranchas alisadoras. (Foto: divulgação)

Dicas para diminuir o uso da chapinha

  • Admita que seu cabelo precisa de um tempo

Todo mundo sabe que o uso frequente da chapinha é capaz de ressecar as madeixas e deixar os cabelos sem vida, quebradiços e todo danificado. O problema é que enquanto a mulher não se der conta do estrago que está causando nos fios, não irá tentar parar de usar a chapinha.

  • Controle a vontade de usar

Pode parecer muito difícil abandonar o uso da chapinha de uma vez por todas, mas essa medida é a melhor maneira de superar o vício no aparelho e garantir a saúde dos fios. No caso de se enfrentar uma crise de abstinência é possível pedir ajuda das amigas, para que escondam a chapinha e conversem sobre o assunto.

  • Conheça o comportamento do cabelo natural

Algumas mulheres usam tanto a chapinha que acabam se esquecendo de como é exatamente a textura natural de seus fios. Para diminuir o uso desse aparelho é preciso reconhecer e valorizar as características de cada tipo de cabelo. Uma dica é deixar a madeixa secar naturalmente e depois dar uma boa inspecionada, conferindo sua textura original e como ele se comporta quando seca.

O uso constante da chapinha pode estragar os fios. (Foto: divulgação)

  • Repare os fios

Após ter se familiarizado com os fios naturais e enxergado os pontos positivos do seu tipo de cabelo, é hora de reparar os danos para melhorar o visual. O ideal é ir a busca de produtos capazes de hidratar as três camadas do cabelo e não apenas a superficial. É preciso lembrar que é necessário ter muita paciência para conferir os resultados esperados, pois alguns produtos demoram mais tempo para serem absorvidos e quanto mais danificas estão as madeixas, esse tempo é maior.

  • Prefira penteados e cortes que funcionam com a textura natural

Para deixar a chapinha de lado é preciso fazer penteados e cortes capazes de ressaltar as belezas do cabelo e que ficam bem com a textura natural dos fios. Remover as pontas super ressecadas e mudar o visual é um passo importante e que pode ajudar muito.

  • Respeite seu estilo

Depois de ter o visual renovado por um corte de cabelo que realça as qualidades das madeixas, é preciso entender que no mercado cosmético existe uma infinidade de outros produtos capazes de destacar a textura natural dos fios sem a necessidade do uso da chapinha. O ideal é que, durante a fase de reparação dos danos aos fios é preciso evitar o uso de elásticos e presilhas, capazes de quebrar os fios.

Vale a pena assumir a textura natural dos fios e curtir madeixas com mais saúde. (Foto: divulgação)

A chapinha é uma ferramenta bastante interessante e ajuda a criar penteados belíssimos, entretanto seu uso frequente pode danificar os fios e deixar os cabelos sem vida, ressecados e quebradiços. Vale a pena conferir algumas dicas de como diminuir o uso da chapinha e largar de vez esse vício.

Reply