Como diminuir as dores do parto

As dores do parto podem ser comparadas com uma cólica menstrual intensa, mas não é constante. Assim como uma onda, ela tem início, meio…

As dores do parto podem ser comparadas com uma cólica menstrual intensa, mas não é constante. Assim como uma onda, ela tem início, meio e fim e você podem relaxar nos intervalos. A intensidade pode variar de acordo com a sensibilidade do seu organismo. Pensando nisso, selecionamos dicas de como diminuir as dores do parto. Confira.

A dor do parto gera muitos incomôdos. (Foto: divulgação)

Dores do parto

Como o útero fica fixo na região lombar, normalmente as dores começam nas costas e se irradiam pelos quadris e abdômen. Ela costuma ser mais forte quando faltam três centímetros para completar os dez centímetros de dilatação uterina. As próximas fases são de expulsão, do bebê e da placenta.

Nesse período, a parturiente acha que não conseguirá suportar a dor, mas logo percebem que podem ir além dos limiares da dor, pois ela não aumenta. Isso significa que você não sente em um período mais dor do que já estava sentindo antes.

Controle suas emoções

Os sentimentos e atitudes positivas relacionados a gravidez e ao parto auxiliam no alívio da dor, já que diminui a tensão. Isso acontece, pois quando a mulher está tensa, ocorre maior produção de adrenalina. Um estado intenso ou prolongado de tensão produz essa substância excessivamente, provocando inibição da musculatura uterina e diminuindo a capacidade do organismo de reagir contra a dor.

Segundo pesquisas que mediram o nível de adrenalina no sangue das gestantes em trabalho de parto que mostraram tranquilidade, medo e ausência de reação uterina. O resultado foi menor nas pacientes que não demonstraram medo.

As massagens nas costas ajudam a aliviar as dores do parto. (Foto: divulgação)

Veja também qual o melhor tipo de parto 

Leia Também:  Dieta alcalina: como funciona

Dicas de como diminuir as dores do parto

1. Seja otimista e quando as contrações vierem, pense que é menos uma ou invés de mais uma;

2. As massagens com movimentos nas costas, na região sacral ajudam a aliviar a dor, já que produz calor na região;

3. Os banhos de água morna ajudam a relaxar;

4. Mantenha os ombros e pescoço relaxados, pois ajuda aliviar a tensão no maxilar, pois as articulações possuem ação direta na região do períneo;

5. Uma ótima opção é desviar a atenção da dor. Imagine os movimentos que uma gota provoca ao pingar no centro de um lago tranquilo. Ela se irradia, como a dor, para sumir depois.

Os exercícios ajudam a aliviar as dores do parto. (Foto: divulgação)

Veja também como lidar com o medo do parto 

As dores do parto geram grande desconforto e incômodo para a gestante. Elas podem ser aliviadas com massagens, banhos mornos e pensamentos positivos em relação a esse momento. O ideal é que a parturiente procure aliviar a tensão, pois ajuda a diminuir ainda mais as dores do parto.

 

Top