Como desbloquear cartão bolsa família

Muitos brasileiros contam com a assistência financeira do Bolsa Família para ter uma vida melhor e complementar a renda. No entanto, o benefício pode acabar sendo bloqueado se as regras do programa não forem respeitadas.

Isso porque é necessário estar sempre atento as atualizações cadastrais e de quando é necessário para o Ministério do Desenvolvimento funcionar de acordo. Por isso, se você quer entender melhor sobre como funciona a atualização cadastral do Bolsa Família, quais os dados você deve prestar atenção e mais, fique atento aqui ao site.

Para desbloquear o cartão, é necessário procurar o gestor municipal do programa. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: Atualização Cadastral Bolsa Família 2012

Cartão do Bolsa Família: como desbloquear?

Quando o benefício do Bolsa Família consta como bloqueado, o titular deve comparecer ao setor responsável pelo programa em seu município para verificar o que ocorreu de errado. O atendente oferecerá orientações específicas dependendo da razão do bloqueio.

O bloqueio do cartão Bolsa Família acontece normalmente quando a família não atualiza os dados cadastrais, como a informação correta da frequência escolar de crianças e adolescentes.

Quando o benefício do Bolsa Família sofre com um bloqueio por averiguação cadastral, significa que alguma regra do programa não foi cumprida ou a família não foi localizada no endereço informado no Cadastro Único.

O processo cadastral deve ser feito no mínimo a cada dois anos, isso porque esse é o tempo em que o Cadastro Único é checado e organizado pelo Ministério responsável, por isso fique de olho na hora de atualizar o seus dados e manter tudo corretamente organizado.

Os dados desatualizados levam ao bloqueio do benefício. (Foto:Divulgação)

Se por ventura um erro de informação deixou o Bolsa Família bloqueado, existe a possibilidade de apresentar recursos ao gestor municipal para resolver o problema.

Após seis meses de bloqueio, se a família não procurar o setor municipal que cuida do PBF, ela automaticamente tem o seu benefício cancelado. Por isso, é necessário manter as informações do Bolsa Família sempre atualizadas e procurar o gestor municipal assim que o bloqueio for notificado.

Diferentes alterações precisam ser informadas ao cadastro do Bolsa Família para que o programa tenha o controle dos benefícios, como a mudança de endereço ou de renda, localização da escola dos filhos e composição familiar.

Depois de o benefício ser liberado, a família tem o direito de receber até no máximo três parcelas bloqueadas. Se você depende do Bolsa Família para complementar a sua renda, é importante sempre ficar de olho para não ser surpreendido e ter que lidar com a falta desse dinheiro a mais. Por isso, sempre dê uma olhada nos seus dados cadastrais.

Sobre o Programa Bolsa Família

Cerca de 13 milhões de famílias contam com o Bolsa Família. (Foto:Divulgação)

O Bolsa Família é um programa que visa fornecer uma ajuda financeira para tirar as pessoas do estágio de extrema pobreza. A transferência de renda beneficia cerca de 13 milhões de famílias em todo o território nacional.

Para receber o benefício, as famílias precisam ter renda mensal de até R$178 por pessoa. O Cadastro Único para Programas Sociais também é necessário para ter acesso à ajuda financeira fornecida pelo Governo.

Os valores pagos pelo Programa Bolsa Família variam de acordo com a renda mensal, além do número de crianças e adolescentes que pertencem à família. Normalmente o benefício vai de R$41,00 a R$205,00.

Quando a família entra no Bolsa Família, ela é condicionada a cumprir com algumas obrigações, como manter as crianças e os adolescentes na escola e oferecer os cuidados básicos de saúde.

O Bolsa Família é um programa desenvolvido de modo a melhorar a vida das pessoas que estão em situação carente ou de vulnerabilidade, ele foi criado para incentivar o uso dos órgãos públicos pela população, seja os postos de saúde e também o ensino público.

Veja também: Quem tem direito ao Bolsa Família?

Reply