Como conservar os móveis: dicas

Os móveis aparecem como elementos fundamentais na decoração. Eles contribuem com a estética de cada ambiente, valorizam o estilo e ainda por cima agregam…

A limpeza é uma importante medida para conservar os móveis.

Os móveis aparecem como elementos fundamentais na decoração. Eles contribuem com a estética de cada ambiente, valorizam o estilo e ainda por cima agregam funcionalidades ao espaço. Apesar da resistência e durabilidade apresentada por determinados móveis, é essencial que eles sejam conservados.

Quando os moradores se empenham na conservação dos móveis, as peças duram por mais tempo e não sofrem danos com tanta facilidade. A mobília preservada é aquela que não costuma ser submetida aos efeitos do clima, ao peso excessivo e outras atitudes prejudiciais do dia-a-dia que denunciam erros na manutenção.

Os móveis danificados comprometem a estética da casa, além de perturbar a vida dos moradores que não conseguem usar as peças adequadamente. Confira a seguir uma seleção de dicas para conservar a mobília da melhor forma possível:

Limpeza
Remover a sujeira dos móveis é um fator muito importante para preservá-los, mas para que a limpeza realmente funcione, o morador precisa escolher produtos apropriados, ou seja, que não prejudiquem o material. Para limpar, é comum o uso de sabão neutro e pano úmido. No caso dos móveis de madeira, a hidratação se torna completa com uma camada de óleo de peroba.

Evite produtos de limpeza que podem danificar o móvel.

Peso
Os móveis ficam comprometidos quando os moradores exageram na quantidade de itens armazenados. Ao exceder o peso limite, o material pode enfraquecer e se romper com facilidade. No caso da madeira, as partes começam a vergar e até mesmo acabam cedendo. Para evitar este tipo de problema, é recomendado reconhecer o limite de cada móvel e não ultrapassá-lo.

Reforma
Caso o acabamento do móvel comece a apresentar os primeiros sinais de danos, o morador pode submetê-lo a uma restauração. Neste processo, é comum incluírem uma nova pintura na peça, recuperando a aparência e deixando-a com o visual totalmente inovado.

Leia Também:  Atitudes no Facebook que pode prejudicar no mercado de trabalho

Uso
O manuseio inadequado dos móveis se apresenta como responsável pela maioria dos danos. Quando o uso diário é feito sem nenhum tipo de cuidado, a peça pode ter suas partes comprometidas, sobretudo as gavetas e portas. Para que a mobília não seja prejudicada, é recomendado não forçar os mecanismos e nem causar impactos fortes no material.

Não bata portas e gavetas com força.

Exposição
Para evitar que o móvel desbote ou fique fraco, é fundamental tomar cuidados com a exposição. As peças que compõem o mobiliário precisam estar bem posicionadas nos ambientes, ou seja, sem contato direto com os raios solares. No caso dos móveis externos, que ficam expostos com frequência, é importante que o material exposto seja tratado.

Outro agente climático que costuma danificar os móveis é a umidade. Absorvida com facilidade pelos móveis de madeira, ela pode ser a grande causadora de bolores.

Top