Como aprender com as perdas

Ninguém gosta de perder, na vida somos instruídos a sempre somar e nunca diminuir, afinal, nos foi ensinado que quanto mais tivermos, mais vitoriosos…

Por Redacao em 21/12/2011

Não somos criados para lidar com as perdas (Foto: Divulgação)

Ninguém gosta de perder, na vida somos instruídos a sempre somar e nunca diminuir, afinal, nos foi ensinado que quanto mais tivermos, mais vitoriosos somos e por isso, devemos lutar sempre para subir os degraus da vida e nunca sair perdendo. Porém, na prática não funciona assim e muitas vezes perdemos dinheiro, bens materiais, oportunidades e até pessoas que amamos.

Podemos ganhar com as perdas?

Quando se perde, logo se pensa em saldo negativo e dificilmente notamos que há um lado positivo em tudo, sempre!

Valorizar o que se tem

Devemos valorizar o que temos e as pessoas que amamos (Foto: Divulgação)

Quando perdemos algo ou alguém, começamos a valorizar o que ainda temos e que nos é tão precioso. É tendência do ser humano, muitas vezes se acostumar com o que possui, sem dar a devida importância, até que se perde. Na perda de um parente, por falecimento, por exemplo, aprendemos a amar e valorizar ainda mais aqueles que ficaram ao nosso lado. As perdas são uma boa oportunidade de refletir e analisar nossas ações.

O amanhã não nos pertence

Aprendemos com as perdas que a vida é cheia de surpresas, algumas boas, outras nem tanto. O fato é que podemos valorizar e viver intensamente o hoje, afinal, não sabemos o que nos reserva o dia de amanhã.

Perda de ilusões

Quando partimos para o campo abstrato de nossos desejos e planos, percebemos que a perda significa muitas vezes a perda de uma ilusão, algo que acabava não nos fazendo bem. No entanto, isso nos ajuda a viver com o “pé no chão”, planejando algo mais concreto e que possa ser realizado. Outra possibilidade é que as ilusões da adolescência se tornem em pensamentos mais maduros. Vendo por esse ângulo, você não perdeu os sonhos de quando era moço ou moça, mas amadureceu os planos, tornando-os mais palpáveis.

Perdendo a força da mocidade

Na velhice perde-se o vigor juvenil, mas ganha-se experiência (Foto: Divulgação)

Quando velhinho, o ser humano acaba por se lamentar de ter perdido a força, a beleza e até a rapidez de quando era jovem. No entanto, a velhice traz uma grande parte de conhecimento e experiência que nenhum jovem é capaz de carregar, mesmo trazendo uma bagagem pesada dos anos, a velhice pode ser uma fase feliz da vida.

É importante pensar que nada vem apenas com “um lado da moeda”, há sempre os pontos positivos e negativos, e equilibrar esses dois lados só depende de você.

 

Top