Como ajudar um filho com Síndrome de Down na escola

Uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos pais das crianças portadores de Síndrome de Down está relacionada ao desenvolvimento do potencial cognitivo da criança. Com…

Uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos pais das crianças portadores de Síndrome de Down está relacionada ao desenvolvimento do potencial cognitivo da criança. Com isso, a entrada dos filhos na escola se torna um momento marcante para os pais. Saiba mais sobre o assunto e veja como ajudar o filho com Síndrome de Down na escola.

Os pais devem ajudar na educação dos filhos na escola. (Foto: divulgação)

Criança com Síndrome de Down na escola

O momento em que a criança entra para a escola gera muita ansiedade e medo para os pais, relacionados a sua proteção e adaptação, visto que o pequeno sai do seu ambiente e enfrenta a vida. Entretanto, a entrada do portador de síndrome de Down na escola é muito benéfica, principalmente quando há uma boa inclusão.

Quando o aluno entra no ensino fundamental, novas questões que sensibilizam os pais começam a surgir. Isso porque, com o passar do tempo a deficiência intelectual fica mais perceptível e por mais que seja estimulada, a criança irá enfrentar dificuldades no aprendizado.

O que ocorre é que as funções cognitivas dos portadores da síndrome podem funcionar um pouco diferente, se comparar a atenção, concentração e memória das demais crianças. Nesse período os pais ficam em dúvida sobre como ajudar na alfabetização do filho.

 

Os pais possuem papel importante no aprendizado dos filhos. (Foto: divulgação)

 

 

Veja também crianças com síndrome de down, como estimular 

Como ajudar o filho com Síndrome de Down na escola

1. Matricule a criança em atividades comunitárias, como esportes, aulas de arte, teatro e outras que estimulem seu aprendizado. Procure levar em consideração a preferência da mesma e ajude-a explorar os interesses pelo aprendizado;

Leia Também:  Dicas de garagem bem projetada e segura

2. Coloque seu filho em uma escola regular. Muitas escolas possuem programas especiais que permitem a integração das crianças com problemas especiais;

3. Deixe o pequeno se envolver com atividades voluntárias. Ensinar a criança sobre a importância de ajudar o próximo é uma excelente forma de ajudar no aprendizado e interação da mesma;

4. Converse com outros pais e procure ajuda para saber o que eles fazem. Se o filho for tímido, tente primeiro ajudar a socializa-lo com outros portadores para que se sintam mais confiantes;

5. Relaxe suas expectativas, as crianças não reagem da mesma forma que as outras, mais isso não significa que não consigam lidar sozinhos com as situações. Embora, o desejo seja de protegê-lo, é preciso deixar que ele enfrente suas dificuldades;

6. Ajude-o com as lições de casa, incentivando o aprendizado. Jamais faça as tarefas para ele e sim dê uma mãozinha.

Os pais devem deixar que a criança aprenda a lidar com os problemas. (Foto: divulgação)

Veja também os mitos e verdades sobre a síndrome de down 

Os portadores de síndrome de Down devem ser tratados como qualquer criança, com suas particularidades. Sendo assim, os pais devem apostar na inclusão social dos filhos nas escolas regulares e incentiva-los para a prática de atividades que estimulem a cognição.

Top