Como ajudar os cães a perder medo dos fogos de artifício

Faz parte da cultura humana estourar fogos de artifícios, para comemorar algo. Entretanto, os cães não têm nada a comemorar com isso. A maioria deles sofre demasiadamente e, em muitos casos, a fobia do animal é tão grande, que ele acaba se ferimento ou até mesmo se matando. Saiba como ajudar os cães a perder medo dos fogos de artifício.

A maioria dos cães tem pavor dos fogos de artifício (Foto: Divulgação)

Acostumando os cães com sons desagradáveis

Embora os fogos de artifício sejam comuns, eles não estouram o tempo todo. Para os cães, isso não é normal; não faz parte da vida deles. O ideal é tentar acostumá-los com sons de fogos ou outros que lhes sejam desagradáveis.

Para ensinar o cão a perder o medo, a dica é utilizar-se de vídeos e áudios que tenham sons de fogos de artifício. Comece, colocando o som, várias vezes ao dia, perto do cão, em volume baixo. Enquanto reproduz o som, associe-o a coisas boas ao cão, como petiscos, carinho ou brinquedos dos quais ele goste. Com o passar do tempo, ele irá associar o som dos fogos a coisas boas.

Se o cão mostrar medo, diminua o volume, até que ele se sinta confortável. Aos poucos, vá aumentando. Isso deve ser feito várias vezes ao dia e até que o animal se acostume com os sons.

Reproduzir o som, em volume baixo, pode ajudar o cão a se costumar com o barulho (Foto: Divulgação)

O que fazer durante a queima de fogos de artifício

A primeira reação dos donos, ao verem seu cão desesperado, é a de tentar acalmá-los, mudando seu comportamento, consolando-o e dando muito carinho ao animal. Entretanto, isso não é indicado, pois o cão irá associar a relação entre medo x carinho; ou seja, você irá reforçar o medo do animal, pois ele irá entender que, cada vez que ele se desesperar, irá ganhar um cafuné.

O ideal para os cães durante a queima de fogos é que seus donos procure agir de forma natural, fazendo outras coisas e como se aquilo não fizesse mal a ninguém.

Também vale a pena, durante a queima, tentar abafar o som dos fogos, criando outros sons, na casa. Ligue o rádio ou a televisão, para tentar distrair o animal.

Carinho e colo nem sempre são as melhores opções para ensinar ao cão (Foto: Divulgação)

Se o cão não obedece a seus comandos e escolher um lugar para ficar (embaixo da cama, por exemplo), deixe-o. Não o force a nada. Caso o animal tenha tendência a se machucar, tamanho o desespero, procure amarrá-lo; porém, tente fazer isso em algum local que dê mais tranquilidade a ele. Se ele optar por ficar embaixo da cama, por exemplo, tente amarrá-lo no quarto.

Finalmente, se for um caso de cão com medo excessivo de fogos, talvez seja melhor conversar com seu veterinário e verificar a possibilidade de administração de algum medicamento que diminua a ansiedade ou algum sedativo para o animal.

Reply