Como ajudar a criança a se alimentar bem

As mães costumam enfrentar dificuldades para fazer os filhos se alimentarem direito, principalmente quando se trata de frutas e legumes. Algumas crianças não comem…

Por Isabella Moretti em 21/02/2013

As mães costumam enfrentar dificuldades para fazer os filhos se alimentarem direito, principalmente quando se trata de frutas e legumes. Algumas crianças não comem alimentos saudáveis porque não apreciam o seu sabor ou não estão habituadas a ter uma dieta saudável.

Grande parte das crianças apresenta dificuldades alimentares. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: Alimentos que ajudam no crescimento infantil

Os males de uma alimentação incorreta

Quando a criança enfrenta dificuldades alimentares, ela pode acabar desenvolvendo uma série de problemas de saúde, como é o caso da anemia, uma doença que afeta a capacidade do sangue de transportar oxigênio.

Para que os filhos tenham uma alimentação saudável, ou seja, rica em todos os nutrientes necessários para o crescimento, os pais precisam saber impor disciplina alimentar. No entanto, esta tarefa não é tão simples como parece, pois toda a família deve criar o hábito de comer direito para representar um bom exemplo.

Além de anemia, a criança que se alimenta mal também pode ser afetada pela obesidade e sedentarismo, aumentando desta forma as suas chances de sofrer com diabetes e pressão alta no futuro.

Dicas para ajudar uma criança a se alimentar bem

Confira a seguir algumas orientações para ajudar a criança a se alimentar direito:

A família reunida para fazer a refeição é uma forma de incentivar a criança a se alimentar. (Foto:Divulgação)

• Os pais devem estabelecer horários para as refeições (café da manhã, almoço, café da tarde e jantar). Também é importante que a família tenha o hábito de sentar à mesa e comer junto com a criança, ensinando assim noções de disciplina;

• Caso a cantina da escola não sirva alimentos nutritivos, os pais devem criar o hábito de preparar o lanche do filho;

• Vale apostar no preparo de lanches coloridos e divertidos, explorando verduras e legumes como ingredientes;

• Um dia da semana deve ser reservado para que a criança consuma os seus alimentos favoritos, mas sem excessos, como é o caso das guloseimas e refrigerantes;

• Os pais não devem prometer prêmios em troca do ‘prato vazio’, isto deixa a criança interesseira e não cria gosto pelos alimentos servidos;

Os pais não devem forçar, prometer ou ameaçar. (Foto:Divulgação)

• As crianças perdem facilmente a vontade de comer, por isso a refeição não pode ser interrompida por mais de 15 minutos;

• Utilizar pratos e talheres divertidos é uma forma de incentivar a alimentação;

• Não é recomendado oferecer sempre o mesmo tipo de comida, pois a criança vai enjoar com facilidade. Assim, o cardápio deve ser bem variado e nutritivo;

• Os pais nunca devem ameaçar a criança para que ela coma, afinal, esta atitude agressiva aumenta a repulsa pela comida;

• É importante incentivar as crianças a substituir os salgadinhos e bolachas por frutas e iogurtes.

Veja também: Como ajudar a criança a perder peso

Top