Como Adotar Uma Criança

Adoção é sempre um termo bem complexo, no mundo de hoje existem milhares de crianças aguardando para serem adotadas, e milhares de casais que…

Por Redacao em 05/03/2011

Adoção é sempre um termo bem complexo, no mundo de hoje existem milhares de crianças aguardando para serem adotadas, e milhares de casais que gostariam de realizar esta ação, mas acabam desistindo pela burocracia existente no processo.

Em primeiro lugar deve se pensar no sentimento, na condição de vida dessas crianças, um lar com conforto, carinho e atenção. Mas ao invés de tudo isso, o que se acha pela frente são papéis que demoram a se resolver, e a mão que pretende fazer carinho, acaba sendo vencido pelo cansaço de correr e não resolver nada.

A avaliação da família é muito demorada, e o processo só vai pra frente nos tribunais quando esta avaliação é feita, e só assim se finaliza o processo. Após a autorização judicial para a adoção, ainda existe uma fase de adaptação, tanto para as crianças, quanto para os adotantes.

Mas um problema cada vez mais comum em quem pretende adotar crianças, é que aquelas que estão disponíveis, não são aquelas que são procuradas.

Os adotantes preferem crianças recém nascidas, de cor clara, mas as vezes o tempo passa, e as crianças vão crescendo e daí em diante passam a não serem desejadas para adoção por serem grandes, eu acho que elas também merecem uma chance de ter uma família, mas não é nada disso que acontece, e quando acontece uma adoção de crianças maiores era muito comum que algum tempo depois, elas estivessem de volta ao abrigo.

Estas crianças que se encontram para adoção já carregam consigo o ato de terem sidos abandonadas uma vez, portanto deve se pensar corretamente antes de fazer isso de novo para não bagunçar a cabeça e a personalidade desta criança. As vezes ela não é rebelde, ela só não sabe como agir perante atos de amor e carinho.

Nos últimos anos o numero de crianças que acabam retornando ao abrigo diminuiu consideravelmente, nos dias de hoje a adoção alcançou um índice maior de aceitação, antigamente o preconceito por crianças que não eram filhos biológicos eram maiores.

Os números de crianças para serem adotadas no Brasil hoje, ainda é assustador, 13.000 crianças aguardam por um novo lar, e 29.000 adotantes estão com o processo em andamento, isso sem contar as crianças que estão abandonadas nas ruas. Se cada um fizer a sua parte, logo tudo se resolve, e lembre se adotar é simplesmente um gesto único de amor e carinho.

Top