Como administrar melhor o orçamento doméstico

Para muitas pessoas, as contas de janeiro duram o ano todo. Por isso, se você ainda está sofrendo com os gastos do IPVA (Imposto…

Por Paulo Lima em 17/02/2012

Para a maioria das pessoas, as despesas de janeiro duram o ano todo.

Para muitas pessoas, as contas de janeiro duram o ano todo. Por isso, se você ainda está sofrendo com os gastos do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), material escolar, entre outras coisas, comece a administrar melhor o seu orçamento doméstico.

Sabemos que não é uma tarefa fácil, por isso estamos aqui para auxiliá-lo. A execução de um bom planejamento financeiro requer algumas mudanças de hábitos e esforço para resistir às tentações. Entretanto, é a única forma de você sair do vermelho e ter um pouco mais de tranquilidade.

Para acostumar com a nova rotina é apenas uma questão de tempo e, quando menos esperar, você estará no controle da situação e encarando os obstáculos com mais naturalidade. Mas é preciso começar o quanto antes para que você não tenha que adiar os seus planos e tomar medidas mais radicais.

☰ CONTEÚDO

Envolta todo mundo

Para o planejamento dar certo é preciso envolver todo mundo.

Um dos segredos para administrar melhor o orçamento doméstico é pedir a participação de todos na casa. Até mesmo as crianças precisam ser envolvidas pela iniciativa, afinal de contas, elas são responsáveis por uma boa parcela dos gastos familiares. Se já tiverem idade para trabalhar, proponha alguma atividade remunerável, desde que não atrapalhe os seus estudos. Fazer cursos profissionalizantes, por exemplo, são uma boa porta de entrada para o mercado de trabalho.

Poupe

Ao invés de gastar seu dinheiro com bobagens, abra uma poupança e aplique este valor. O ideal é separar todo mês uma quantia para colocar no banco, mesmo que seja pequena. Num período de um ano, você pode utilizar o montante para quitar algumas dívidas e liquidar despesas como o IPVA, matricula escolar, IPTU etc. Além disso, com um dinheiro guardado, você estará prevenido contra possíveis emergências.

Poupar é fundamental para você estar preparado para possíveis imprevistos.

Outras dicas

1. Pesquise preços antes de ir às compras. Pessoas que têm esse hábito reduzem seus gastos de modo significativo.

2. Tome cuidado com compras no cartão de crédito e evite entrar no cheque especial. Tanto o primeiro como o segundo possuem altas taxas de juros.

3. Planeje-se para pagar suas contas até a data de vencimento. Assim, você evita a cobrança de multas e ainda pode conseguir alguns descontos.

4. Mantenha-se informado sobre o valor das taxas de juros que incidem sobre as parcelas do seu financiamento. Esse é o tipo de coisa que precisa ser acompanhado de perto para não virar uma bola de neve.

Top