Como a Escola Deve Lidar com o Bullying

Como a escola deve lidar com o bullying? O o termo Bullying corresponde a todas as formas de atitudes agressivas, intencionais e repetidas, físicas e/ou…

Como a escola deve lidar com o bullying? O o termo Bullying corresponde a todas as formas de atitudes agressivas, intencionais e repetidas, físicas e/ou psicológicas, sem motivação evidente, adotadas por um ou mais estudantes contra outro(s), executadas dentro ou fora do ambiente escolar e causando dor e angústia para quem sofre destes atos. O bullying é um problema que acorre no mundo inteiro, fazendo parte do dia-a-dia de muitas escolas.

Como a Escola Deve Lidar com o Bullying (Foto: Exame/Abril)

Como a Escola Deve Lidar com o Bullying (Foto: Exame/Abril)

Como a Escola Deve Lidar com o Bullying

Os autores de bullying são aqueles que praticam o ato em outros estudantes, normalmente isso ocorre sem motivos ou por pensamentos que e o autor considera um, como por exemplo o fato de um aluno ser gordinho, magrinho, usar aparelho, ser gay e muitas outras características e o maior desafio fica em como a escola deve lidar com o bullying. Casos como estes não devem ser permitidos, atitudes contra o bullying devem ser tomadas pelos alunos, escolas e pais. Quem sofre de bullying geralmente não tem como reagir a agressão, aqueles que são testemunhas, não praticam e nem sofrem, normalmente se calam perante os acontecimentos.  Todos esses alunos, independente de ser alvo, autor ou testemunha precisam de ajuda e algumas coisas devem ser feitas.

Leia mais informações sobre: Tratamentos para vítimas de bullying

Leis ainda não foram assinadas

Infelizmente no Brasil não existe uma legislação específica para o bullying e as escolas encontram dificuldades em estabelecer o limite aceitável e o desejável. Muitas escolas diante do problema se calam, ou seja, fingem que nada acontece e não admitem a ocorrência do bullying, porém outras desconhecem o problema e há aquelas que buscam reconhecê-los e enfrentá-los.

Consequências podem ser sérias por conta deste tipo de "brincadeira" Foto: Exame/Abril)

Consequências podem ser sérias por conta deste tipo de “brincadeira” Foto: Exame/Abril)

Se o problema existe e nada é feito, a vida dessas crianças só tende a piorar. Normalmente esses fatos que acontecem na infância e adolescência levam a violência para a vida adulta, independente do papel da criança no ato, autor, alvo ou testemunha. Pessoas que sofreram de bullying grande parte da vida crescem deprimidas, apresentando problemas no relacionamento interpessoal e podem praticar algum tipo de violência quando maiores. Estudos indicam que os praticantes podem se tornar criminosos e delinquentes no futuro. As testemunhas tornam-se pessoas inseguras e possuem grande chance de apresentar problemas.

Leia Também:  Como usar a nota do Enem para cadastrar no SISU 2014

Como a escola pode resolver isso na prática e os pais como podem perceber

Cabe a escola enfrentar com forças as práticas de bullying. Começando com o reconhecimento da existência do problema. Para isso os educadores e profissionais presentes no ambiente escolar devem manter os olhos abertos para encontrar as práticas. Os atos de bullying podem ser efetivados dentro das salas de aulas, nos corredores, no pátio, no portão de entrada/saída, na frente da escola e em muitos outros lugares. Encontrado o problema e estando ciente de quem está sofrendo os atos e quem está causando deve-se tomar algumas atitudes.

Escola precisa ficar atenta ao problema, perceber o comportamento dos alunos Foto: Exame/Abril)

Escola precisa ficar atenta ao problema, perceber o comportamento dos alunos Foto: Exame/Abril)

Suspender o agressor ou colocá-lo para fora da sala de aula só geram mais violência, estes atos devem ser tomados em último caso. Conversar com os pais para saber se o aluno está tendo problemas em casa pode resultar em um melhor desempenho. Os pais muitas vezes não estão cientes do que acontece com o filho e devem ser os primeiros à serem alertados. Direcionar as crianças para uma psicóloga pode ser útil para que elas consigam se expressar sobre os problemas e ganharem confiança para enfrentá-los. É preciso perceber sinais como quietude, tristeza contínua e até mesmo, num grau pior, a agressividade.

Leia mais informações sobre: Transtornos Causados Pelo Bullying

Aposte na integração para evitar este mal

Ao crescer, a criança ou o jovem podem levar este problema adiante Foto: Exame/Abril)

Ao crescer, a criança ou o jovem podem levar este problema adiante Foto: Exame/Abril)

Realizar atividades de integração entre os alunos e de lazer faz com que todos se conheçam melhor e comecem a aceitar seus colegas, estas devem ser feitas com freqüência.  Reuniões, palestras e eventos sobre o tema pode ser uma grande arma para abordagem da discussão do bullying e serve como uma arma eficaz. Preparar os professores e todos os funcionários da escola psicologicamente para aprender a lidar com as diferenças em sala de aula também deve ser feito. Se uma escola nega a enfrentar o bullying auxilia na prática da violência, tornado esta uma característica da própria escola.

Leia Também:  Astrônomos descobrem três novos planetas com potencial para vida

Top