Com a Morte de Kadhafi, Líbia aguarda anúncio da libertação

Líbios comemoram a declaração da morte do ex-ditador Muamar kadhafi admitida por Mahmoud Jibril, primeiro-ministro do CNT (Conselho Nacional de Transição), nesta quinta-feira (20).…

Líbios comemoram a declaração da morte do ex-ditador Muamar kadhafi admitida por Mahmoud Jibril, primeiro-ministro do CNT (Conselho Nacional de Transição), nesta quinta-feira (20). E mais, também nesta quinta-feira o governo publicou ter tomado o comando de Sirte, cidade onde Kadhafi foi descoberto, há dois meses.

Na capital, e nas demais cidades da Líbia o anúncio da morte do ex-ditador provocou festa, milhares de pessoas saíram às ruas prontamente para comemorar a notícia com tiros e buzinas.

Depois de 42 anos no poder, Kadhafi foi deposto por seu próprio povo em um erguimento que se tornou uma cruel guerra civil, foi morto pelas forças revolucionárias durante a inclinação de Sirte, sua cidade natal. “Esperávamos por esse momento há muito tempo. Muamar Kadafi foi morto”, disse o primeiro-ministro durante uma coletiva na capital.

De acordo com o primeiro-ministro, o ex-ditador foi morto depois de ter sido gravemente atingido na cabeça, durante os disparos cruzados entre os partidários e combatentes do governo. “Kadhafi foi retirado do duto sem resistir. Quando o levávamos, foi atingido por um disparo no braço direito e então colocado em uma picape”, disse Jibril ao ler um relatório forense. “Quando o carro se movia, foi pego no fogo cruzado e atingido por uma bala na cabeça. O médico forense não pôde dizer se a bala era dos revolucionários ou das forças de Kadhafi.”

Também segundo o premiê, o coronel morreu poucos minutos antes de chegar ao pronto socorro, e será enterrado nesta sexta-feira (21) em Mistra. A Líbia esperava nesta sexta-feira (21) a declaração de libertação total do país, que deve acontecer neste sábado, encerrando assim uma confusão de oito meses o qual matou mais de 25 mil pessoas.

Leia Também:  Via Uno Coleção Outono-Inverno 2012

Top