Claustrofobia: como superar

O medo de locais fechados, abertos, escuro, altura e outras fobias, são reações normais que são usadas como forma distinguir o que é perigoso…

O medo de locais fechados, abertos, escuro, altura e outras fobias, são reações normais que são usadas como forma distinguir o que é perigoso ou não. Porém, o exagero pode ser sinal de um distúrbio psíquico. A claustrofobia é uma fobia onde as pessoas entram em pânico ao entrar em locais fechados. Saiba mais sobre o assunto e veja como superar a claustrofobia.

A claustrofobia se caracteriza pelo medo de locais fechados. (Foto: divulgação)

O que é claustrofobia

A claustrofobia é um tipo de fobia, ou seja, um medo excessivo diante locais fechados, como elevadores, aviões, salas e vários outros lugares. Ela também pode se manifestar quando a pessoa está cercada por uma multidão e se sente sem saída.

A claustrofobia não é uma doença, mais um sintoma que geralmente está acompanhado de distúrbio que causa medo de estar lugares onde o indivíduo não consiga sair facilmente, caso se sinta mal. As sensações vão de um nível psíquico e chegam ao físico.

O ambiente parece diminuir e o teto se aproximar, as paredes se contraem, as pernas tremem, o suor escorre nas mãos e o coração acelera. Um medo sem explicação invade a mente dessas pessoas, que geralmente sofrem com uma ansiedade exagerada.

A psicoterapia pode ajudar a acabar com a claustrofobia. (Foto: divulgação)

Veja também o que é nomofobia 

Como superar a claustrofobia

1. O tratamento do transtorno claustrofóbico é essencial para que ele não se agrave ou evolua para doenças psíquicas. Sendo assim, é importante aliar a psicoterapia ao uso de medicamentos. Portanto procurar um médico psiquiatra é essencial;

2. A psicoterapia tem como objetivo reestruturar a mente, identificando os medos e trabalhando seus aspectos irracionais. Por isso, fazer um acompanhamento com psicólogo e realizar as terapias pode ser de grande ajuda;

Leia Também:  Decoração de aniversário da Jolie

3. Tanto o indivíduo que sofre claustrofobia quanto seus familiares devem aprender a aceitar esse problema. Pois só assim é possível acabar com os incômodos gerados por ele no nosso dia a dia;

4. O conhecimento e compreensão da claustrofobia e de si mesmo podem auxiliar o paciente para se libertar dessa fobia;

5. Procure enfrentar aos poucos esse medo. Peça ajuda para pessoas próximas de você, pois elas irão motivá-lo na busca pelo autocontrole.

A claustrofobia gera muitos medos nos indivíduos acometidos. (Foto: divulgação)

Veja também as espécies de medos mais comuns 

A claustrofobia é uma fobia que algumas pessoas sofrem em locais fechados e sem saída. Essas pessoas se sentem presas e começam a entrar em pânico diante da situação. Procurar ajuda médica ou de um psicólogo é uma excelente forma tratamento e superação da claustrofobia. Além disso, procurar conhecer mais o medo e as possíveis formas de enfrentá-lo, ajudará a se livrar dele.

 

Top