Cirurgias disabsortivas – para que serve

A cirurgia disabsortiva é um dos mais novos procedimentos para o combate à obesidade. Sem reduzir o estômago e comendo a mesma quantia de…

A cirurgia disabsortiva é um dos mais novos procedimentos para o combate à obesidade. Sem reduzir o estômago e comendo a mesma quantia de antes, o paciente consegue perder peso com essa cirurgia. Mas, para que serve cirurgias disabsortivas? Ela é aplicada em pacientes com obesidade mórbida ou que já estão bem acima do peso e não conseguem emagrecer de forma alguma. Além de cortar um pedaço do estômago, o intestino é reduzido.

Diminuindo o intestino, o mesmo perde drasticamente a capacidade de absorção. O estômago fica um pouco mais ressecado, mas não muda. É retirada uma pequena parte do estômago, mas ele continua grande e funcionando normalmente. O paciente não perde a fome como na redução de estômago. Ele pode comer as mesmas coisas de antes. Uma dieta deve ser passada para que não haja exageros e a perda de peso aconteça de forma natural.

É uma cirurgia indicada para obesos

Como funciona cirurgia disabsortiva

Nesta cirurgia acontece uma redução radical do intestino. O órgão terá 50% da capacidade de absorção. Ou seja, todos os alimentos passarão quase que direto pelo intestino. Sendo assim, o paciente irá de 3 à 5 vezes por dia ao banheiro. É preciso tomar cuidado, pois há maiores chances de diarreia. Essa é uma opção para quem não quer deixar de comer, pois com a redução de estômago o paciente vive com líquidos e sopas por um bom tempo e não volta mais a comer como antes.

Há os pontos negativos dessa cirurgia, como a maior probabilidade de diarreia, flatulência fétida, perda de vitaminas que precisam ser absorvidas pelo intestino, etc. Essas vitaminas podem ser repostas com medicamentos específicos que devem ser receitados pelo médico responsável pelo tratamento. Essa é uma cirurgia que deve ser feita em último caso, nos mais graves de obesidade.

O apresentador Fausto Silva foi um dos receptores desse tratamento

As cirurgias disabsortivas devem ser prescritas por médicos especialistas no assunto. Qualquer erro pode ser fatal, visto ser uma cirurgia de risco. Sendo assim, o paciente precisa estar ciente de todos os contras de um procedimento como esse. A perda de peso acontece gradativamente, mas é bem rápida se comparada a uma dieta, por exemplo.

Continuar Lendo  Dicas para fazer exercícios no frio

O procedimento é realizado por médicos espalhados em todo o país. A cirurgia de redução de estômago ainda continua sendo a mais realizada. A de redução do intestino ainda está sendo estudada e aplicada com menos intensidade, mas tendo resultados positivos. Um paciente que passar pelo procedimento deve ter um acompanhamento rigoroso do médico.

Top