Cirurgia sem corte: entenda como é feita

Com os avanços tecnológicos e na área da saúde surgiram novas técnicas cirúrgicas que, mesmo sendo minimamente invasivas, mantêm eficiência equivalente ou até superior aos procedimentos mais antigos. As cirurgias sem corte têm sido bastante valorizadas na medicina, pois além de um melhor resultado estético, também proporcionam uma recuperação bem mais rápida. Fique por dentro do assunto e entenda como é feita a cirurgia sem corte.

Conheça mais sobre as cirurgias que podem ser realizadas sem cicatriz. (Foto: divulgação)

Vantagens das cirurgias minimamente invasivas

Quanto menos invasiva for uma intervenção cirúrgica, ou seja, quanto menos e menores os cortes, o trauma sobre o organismo também é menor, resultando em diminuição significativa do risco de complicações como infecção operatória, deiscência da cicatriz e hemorragias.

Principais cirurgias sem corte

Atualmente existem diversos tratamentos, chamados de “cirurgias sem cortes”, que podem ser usados como alternativa para intervenções mais invasivas. Os principais exemplos são:

Ao invés de remover cirurgicamente a glândula sudorípara, é possível simplesmente aplicar toxina botulínica no local (o famoso Botox);

  • Lifting facial

O ultrassom focado é uma ótima alternativa para quem deseja rejuvenescer alguns anos com o lifting facial, sem risco de sofrer com as cicatrizes.

  • Tratamento de cicatrizes

Para evitar cirurgias reparadoras, o grande sucesso fica por conta dos lasers, que variam de acordo com o tipo de problema. Existem tratamentos voltados para reduzir a vermelhidão de cicatrizes, diminuir o inchaço local e até mesmo remodela-la.

O bisturi é um instrumento que não é mais utilizado em vários procedimentos. (Foto: divulgação)

Para reduzir a vermelhidão, o procedimento mais comum é a infiltração local de corticoides e outros imunossupressores, mas também é possível utilizar um laser que lesa os microvasos locais, melhorando a aparência imediatamente. Para melhorar a textura de cicatrizes atróficas, a opção fica por conta do laser de CO2, que estimula a produção de colágeno.

  • Transplante de cabelo

Atualmente o transplante de cabelo é realizado de maneira bem menos invasiva do que há alguns anos. Com a ajuda de uma espécie de caneta, os especialistas retiram folículo por folículo do couro cabeludo e a cicatrização ocorre sem a necessidade de pontos.

  • Laqueadura

A laqueadura sem cortes é feita utilizando o mesmo aparelho que realiza a histeroscopia. Nesse procedimento as tubas uterinas são obstruídas com o auxílio de duas molas, colocadas através do aparelho, que inspeciona toda a cavidade uterina.

É possível melhorar a aparência da face com o ultrassom focado. (Foto: divulgação)

As cirurgias sem corte são novidades que estão dando o que falar, pois além de garantirem resultados super satisfatórios, oferecem a oportunidade de uma recuperação bem mais rápida e tranquila. Felizmente esse tipo de intervenção, chamada de “minimamente invasiva”, é possível aos vários avanços tecnológicos e da saúde, e estão disponíveis em várias áreas.

Reply