Cirurgia para levantar os seios

Os seios fazem parte dos atributos que conferem toda feminilidade e beleza à mulher, por isso que as mudanças nas mamas, ocorridas naturalmente com…

Os seios fazem parte dos atributos que conferem toda feminilidade e beleza à mulher, por isso que as mudanças nas mamas, ocorridas naturalmente com o decorrer da idade, podem afetar diretamente a autoestima da mulher, fazendo-a se sentir insegura, achando que perdeu sua vitalidade e juventude.

Algumas mulheres escondem os seios por vergonha. Elas podem ter sua auto stima de volta com a cirurgia de levantamento das mamas.

Cirurgia para levantar os seios

A cirurgia para implante de próteses de silicone tem se tornado cada vez mais popular, sendo que ultimamente é uma das plásticas mais requisitadas pelo público feminino justamente porque prometem minimizar esse problema. Entretanto, apenas a colocação do silicone pode não ser o suficiente para devolver à mama sua estética natural, pois diversos fatores acabam resultando no aparecimento de estrias e flacidez.

A cirurgia ideal para esses casos, que promete devolver não somente a forma como também remover o excesso de pele, diminuir as áreas com estrias e devolver a forma e beleza dos seios, é a mastopexia.

A cirurgia possui resultados excelentes.

Principais causas para flacidez das mamas

Os fatores que atuam para deixar os seios mais flácidos e com aspecto caído são inúmeros. O próprio efeito da gravidade e a idade são dois agentes que não podem ser evitados e desempenham papel determinante na mudança da aparência das mamas.

Outro fator, bastante comum, é o aumento dos seios durante a gestação e amamentação, causando um estiramento na pele, que tem sua elasticidade naturalmente diminuída com o passar dos anos. Ao final da gestação, os seios retornam a seu volume anterior e o problema é que a pele estirada acaba ficando flácida.

 Mastopexia

Essa cirurgia plástica deve ser realizada em um centro cirúrgico de um hospital, com paciente submetida à anestesia geral e internação por, pelo menos, um dia. Todo procedimento dura em torno de duas horas e as mamas são, literalmente, esculpidas pelo cirurgião, que retirará o excesso de pele, dando-as um formato completamente rejuvenescido.

Leia Também:  Retenção de Líquido: Por Que Acontece?

Um dos maiores problemas dessa cirurgia é com respeito à cicatriz cirúrgica, que, na maioria das vezes, não é muito discreta. A técnica geralmente usada é a do T invertido, levando à formação de cicatriz ao redor da aréola, que é prolongada verticalmente na parte debaixo da mama e, horizontalmente, no sulco infra-mamário.

A boa notícia é que, com o passar do tempo, as marcas se tornam cada vez mais finas e discretas, se tornando imperceptíveis. Para quem pretende garantir uma cicatrização sem complicações e com resultado estético excelente, a técnica de betaterapia pode ser usada no período pós-cirúrgico.

Caso a paciente deseje repaginar o visual, a mastopexia pode ser complementada com a colocação de próteses de silicone, indicada, geralmente, após três meses da primeira intervenção cirúrgica.

Essa plástica é uma ótima dica porque, além do período pós-operatório geralmente não ser dolorido, quando todas as recomendações médicas são seguidas adequadamente, a mulher submetida a essa cirurgia passa por uma verdadeira transformação, tanto física, quanto emocional.

Top