Cirurgia de desvio de septo: como é feita

Cirurgia de desvio de septo: como é feita

A cirurgia para correção do desvio de septo, que recebe o nome técnico de septoplastia, é uma intervenção bastante comum, realizada em indivíduos que…

Por Editorial MDT em 23/05/2013

A cirurgia para correção do desvio de septo, que recebe o nome técnico de septoplastia, é uma intervenção bastante comum, realizada em indivíduos que possuem dificuldade respiratória devido à obstrução do percurso aéreo.

A septoplastia é um procedimento de baixo risco. (Foto: divulgação)

O procedimento é feito principalmente em crianças, o que acaba gerando grande estresse familiar. É importante ressaltar que, graças aos avanços da tecnologia e da saúde, as intervenções são extremamente previsíveis e bem controladas. Para acabar com a curiosidade e diminuir a ansiedade, confira mais sobre o assunto e saiba como é feita a cirurgia de desvio de septo.

Tire algumas dúvidas sobre a plástica de nariz.

O que é o septo nasal

O septo nasal é uma estrutura ósseo-cartilaginosa revestida por uma camada mucosa, de maneira a formar uma parede, que divide as cavidades nasais em direita e esquerda. O ideal é que o septo seja reto, o que nem sempre acaba acontecendo. Muitas pessoas nascem com variações anatômicas ou acabam desenvolvendo o desvio de septo devido a problemas como traumas, resultando na obstrução da cavidade nasal e dificuldade em respirar bem.

A diferença entre o septo normal e o desviado. (Foto: divulgação)

Indicações para septoplastia

A septoplastia pode ser feita por crianças e adultos que apresentem o septo desviado e obstrução crônica do nariz, sem apresentar melhora com uso de medicação. O procedimento também é indicado para os pacientes que se submetem à rinoplastia (plástica no nariz) para correção de nariz torno, e além de aperfeiçoar a estética também desejam melhorar a função nasal.

Como a cirurgia é feita

Todo procedimento é feito por dentro do nariz, de modo que não fica nenhuma cicatriz aparente. O tempo cirúrgico médio é de 1 hora, podendo variar de acordo com a complexidade do desvio.

O primeiro passo da cirurgia é levantar a mucosa nasal, uma camada de tecido que reveste o septo, para expor todas as deformidades que precisam ser corrigidas. Em seguida é feito o remodelamento de todas as regiões com desvio e a mucosa nasal é reposicionada e suturada. A recuperação é rápida e, na maioria dos casos, não há necessidade de utilizar tampão nasal.

Possíveis complicações

A septoplastia é uma cirurgia de baixo risco, o que significa que raramente ocorrem intercorrências. As mais frequentes são sangramentos significativos, em que é necessário utilizar o tampão nasal ou até mesmo cauterizar os vasos rompidos.

Veja dicas de como se livrar dos roncos.

A correção do desvio do septo permite ao paciente voltar a respirar bem. (Foto: divulgação)

Para evitar complicações é preciso seguir as recomendações pós-operatórias, mantendo repouso relativo durante 2 dias após a cirurgia. A realização de atividade física só pode ser iniciada após 10 dias do tratamento. Durante o primeiro mês é necessário fazer uma limpeza nasal bastante rigorosa e comparecer em todas as consultas de retorno médico.

Top